Mudança e Cultura - Descentralizar Tudo

in psychology •  2 years ago  (edited)

Realidade social: Violência, Poder e Mudança
Mudança e Cultura - Descentralizar Tudo


"Mudar é viver"- charlie777pt

Introdução


Este post é uma deambulação intelectual sobre o tema da Mudança, sem as restrições de paradigmas científicos e discurso estruturado, para falar sobre o pouco estudado fenómeno da descentralização.
Nos próximos posts desta série sobre a Mudança, seguiremos um fio pensamento mais organizado com as contingências do pensamento racional.
"A Mudança não tem Clientela" - Nicolau Maquiavel

1- Cultura e mudança


O Poder da cultura tem um larga influência que se exerce nos códigos, valores, políticas e padrões no interior das sociedades, instituições, grupos sociais, e indivíduos.
"A cultura segue o poder" - Fareed Zakaria
A cultura tem o novo componente do homem digital que está a ser submergido pela máquina de propaganda dos mídia, usando o vício real de hiperatenção aos dispositivos de tela.
A chave para a mudança é a participação de todas as pessoas afetadas por ela, na mudança do mundo ao seu redor.
A sociedade muda pela forma e meios de comunicação de palavras e ideias ( As Re-Evoluções do Mundo pela mutações do uso da Palavra) e como cidadãos em redes digitais como as colmeias habitadas pela humanidade.
Devemos gritar pela independência para sair fora da centralização dos Estados e das suas regras territoriais e jurisdição.
A subordinação é culturalmente condicionada e não é natureza ou um problema genético, e está ligada a experiências pessoais das situações de poder e impotência que vivemos na história da nossa vida.

Aprender, compreender e ter consciência do Poder e das estratégias para usar o nosso, é fundamental para a luta pela sobrevivência, podendo ajudar a resolver as desigualdades sociais dos pobres e excluídos e tornar o mundo um lugar mais justo.
Há dois tipos de mudança, boa ou má, mas muito complexa para conceituar como isso afeta as formas pelas quais os grupos interagem e cooperam, e quão profundamente eles aumentam ou estendem as suas capacidades sociais essenciais, ou falham em alcançar os resultados desejados.
E é importante como o grupo resolve as falhas, aprendendo e aumentando a inteligência coletiva ou reagindo por negação, afetando a colaboração coletiva e as afeições entre as pessoas e a adaptação ao ambiente.
Aprender é nunca mais cometer os mesmos erros.

"Falo de uma mudança que levasse as pessoas a pensar que isto não é bastante para viver como ser humano. Não pode ser. Se nós nos convertemos em pessoas que só se interessam pelos seus próprios interesses, vamos converter-nos em feras contra feras. E aliás é isto o que está a acontecer." - José Saramago
O desenvolvimento humano baseado na filosofia da descentralização é a base para uma mutação para uma sociedade mais igualitária, com a economia da informação em rede para trazer de volta os valores do bem-estar humano, criatividade, desenvolvimento e escolhas informadas de nossos destinos.

Temos uma oportunidade única de mudar a maneira como usamos, criamos e trocamos informações, conhecimento e inteligência coletiva, construindo uma nova cultura de conexão global, com produção p2p e cooperação.
Os governos controlam os princípios e valores que moldam as regras do jogo, decidindo as reformas e processos políticos usando seu poder para controlar informações, excluindo aqueles que não têm voz, e capacidade limitada para mudar a realidade percebida.

No ciberespaço cada vez mais indivíduos autónomos e comunidades estão a assumir uma maior auto-capacitação e participação no nível pessoal na determinação do sistema económico e político, gerado mais de dentro e não de regulamentações centralizadas externas.

change-participation-pt.png
A resistência civil é o motor real da mudança social.
As pessoas gostam de ser governadas pelo poder?.
Ou estão cientes de sua pequena influência e sentem que não têm nada a dizer?
Ou são condicionadas a curvarem-se e têm medo de desafiar o poder?

2 - O blockchain é uma mudança no paradigma da mudança?


Os ciber-cidadãos têm que usar o blockchain como um refúgio para evitar a decadência e obsolescência dos poderes do estado centralizado.
Os elementos do paradigma da complexidade são ordem e desordem, e a melhor maneira de lidar com a mudança, como se vê na biologia e em termos sociais, parece ser a auto-organização em sistemas descentralizados partilhados.
O novo paradigma tecnológico blockchain e o conceito de descentralização, desafiam e mudarão a maneira como vemos, trabalhamos e vivemos na economia global, política, educação, media, distribuição de riqueza e sustentabilidade dos recursos escassos e finitos do planeta.

A "Blocknet" transcende os territórios físicos dos países e os modelos de estado que centralizam as regras, mas o Poder quer legislar e taxar, o que foi criado para ser desregulamentado, descentralizado e com transações gratuitas, com as comunidades dirigindo o código como Lei, em plataformas de propriedade coletiva e baseadas em consenso tecnológico e social.

O Blockchain é a Cidade Global da descentralização, baseada em plataformas de transferência gratuitas de valor, com propriedade pública, como uma federação de uma miríade de "Ashrams" autónomos locais (o nome dado por Gandhi a "Comunidade" que na Índia significa também "Cidade" e "Mundo").

"Um sistema descentralizado federado de associações livres, incorporando instituições económicas e sociais, o que eu chamo de anarco-sindicalismo, e parece-me ser a forma apropriada de organização social, para uma sociedade tecnológica avançada, na qual os seres humanos não têm de ser forçados a uma posição de ferramentas, de engrenagens na máquina" - Noam Chomsky
Indivíduos e comunidades na infra-estrutura descentralizada do ciberespaço, estão a assumir mais poder próprio na determinação do sistema económico e político, aumentando a participação para favorecer a mudança e a criatividade.

A rede "Blocknet" pode ser a colmeia onipresente e perpétua de comunicação da memória coletiva, da inteligência social global e do uso e produção de conhecimento aberto para uma positiva."Ascensão da Humanidade"(livro de Charles Eisenstein).
A Mudança no paradigma atual dos sistemas controlados e centralizados é possível, pelo conceito de uma sociedade descentralizada em relação à Autoridade (descentralização), Conhecimento (partilha) e Organização (cooperação e atenção)

De

Para

CentralizaçãoDescentralização
Autoritário Democracia direta
Paternalista Não paternalista
ConservadorismoLiberalismo
Economia do trabalho Atenção e Economia Partilhada
Governo Governança
Estagnação Evolucionismo
Burocracia participativa como democracia Confiança Social Partilhada
Grandes grupos ou países Comunidades Pequenas
Escassez Abundância
Conhecimento AnalógicoConhecimento Digital
Pirâmide Rede P2P
Regulamentação Central Auto-regulação
Países Comunidades Autónomas Cibernéticas
Consenso da maioria Consenso Social e Técnico
Padrões e Normalização Diversidade e Criatividade
Grande é falha Pequeno é lindo

3 - Agentes de Mudança para a sociedade descentralizada


Os líderes da cultura mecanicista centralizada que querem sobreviver na nova Era da Globalização descentralizada precisam de começar a pensar como agentes de mudança e romper com concepções antiquadas da cultura organizacional hierarquizada.

Não precisamos de uma falsa globalização com poder e riqueza centralizados e concentrados nas corporações multinacionais, manipulando e corrompendo os governantes.
O papel dos novos Agentes de Mudança para a descentralização será ajudar as comunidades descentralizadas, explorar seus objetivos comuns, ajudar a superar obstáculos, criar novos valores, atitudes e comportamentos através dos processos de identificação, participação e internalização de todas os membros das comunidades.

Muitos ativistas, entusiastas, ativistas e evangelistas atuais da blockchain são ótimos exemplos de individualistas horizontais que são grandes Agentes de Mudança para uma sociedade descentralizada.
A mudança social tem muitas origens, mas foca-se nos traços individuais inseridos em grupos sociais como fenómenos de geração de fins disruptivos ou construtivos, ou seja o caos ou o equilíbrio.
As relações sociais estão passando por novas mutações de fragmentação social, exclusão social e econômica, práticas de violência de massificação e individualização no mundo centralizado, enquanto no blockchain há novos processos de integração comunitária resultantes da descentralização e desterritorialização no ciberespaço.

O Consenso Social é incompatível com estruturas centralizadas. Os problemas sociais reais não podem ser resolvidos com autoridade despótica centralizada, regulamentos e agrupamento de poder.
Consenso (consentimento) só é possível quando, todos os membros estão envolvidos na construção de soluções para a comunidade, são informados com feedback contínuo adequado, e todos sabem os riscos de tomar as formas coletivas de ação e decisão.
Um consenso é um acordo geral sobre uma proposta para agir e mudar o destino de todos os membros de uma comunidade.

A manipulação da discussão de soluções coletivas, por pessoas ou grupos de interesse próprio que lutam pelo uso do poder, não pode ser chamada consenso, mas uma imposição de uma estrutura hierárquica.
O próximo post da série sobre mudança será mais centrado nos aspectos interdisciplinares e nos mecanismos comuns das ciências, indo da biologia à psicologia e à sociologia para estudar esse fenómeno.

Últimas publicações nesta série sobre a Realidade Social: Violência, Poder e Mudança
Introdução:

A Realidade Social: Violência, Poder e Mudança

A - Violência:

Uma Introdução à Violência
Os Conceitos de Violência, Agressão e Agressividade
As teorias da Violência
Os influenciadores da Violência - Parte Um - Cultura e Contexto Social
Os influenciadores da Violência - Parte 2 - Fatores Sociais, Cognitivos e Ambientais
A ascensão da violência de hoje

B - Poder:

O que é Poder? - Introdução
A Natureza do Poder
A Dinâmica do poder:Os Efeitos e as Consequências do poder

C - Mudança:

Mudança e Cultura- este post

Artigos da próxima série de publicações sobre Realidade Social, Violência, Poder e Mudança
C - Mudança:

As teorias e a conceptualização da mudança
Fatores que determinam a mudança
Os caminhos da mudança
Mudança social

Referências consultadas:

Les concepts fondamentaux de la psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
La psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
A dinâmica social-violência, poder, mudança - Gustave-Nicolas Fischer , Planeta/ISPA, 1980
Gustave-Nicolas Fischer é Professor de Psicologia e Diretor do Laboratório de psicologia na Universidade de Metz.
Raven, B. H. e ; Rubin, J. Z. (1976). Social psychology: People in groups
French, J. R. P., e ; Raven, B. H. (1959). The bases of social Power. In D. Cartwright (Ed.),Studies in social Power. Ann Arbor, MI: Institute of Social Research
Castel, R. As metamorfoses da questão social. Vozes, 1998.
Moscovici, S. (1976).Social influence and social change. London: Academic Press.
Michel Foucault, Discipline and Punish: The Birth of the Prison
Festinger, L. (1954). A theory of social comparison processes.
Dahl, R.A. (1957). The Concept of Power
Giddens, Anthony, Capitalism and Modern Social Theory: An Analysis of the Writings of Marx, Durkheim and Max Weber, 1971.
Grabb, Edward G., Theories of Social Inequality: Classical and Contemporary Perspectives,1990.
Weber, Max, Economy and Society: An Outline of Interpretive Sociology, 1968.
Porter, L. and Lawler, E. (1968). Atitudes e Performances Administrativas. Homewood, Ill.: Dorsey Press.
Vroom, V. (1964). Trabalho e Motivação. Nova Iorque: Jon Wiley and Sons.
Vroom, V.H., Yetton, P.W., 1973, “Leadership and Decision – making”, Pittsburgh:
University of Pittsburgh Press.
Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Saudações, grande charliee777

Acho essa questão que você colocou muito complicada. Pois, penso que descentralizar algo é tornar aquilo "terra de ninguém". Onde não existe governo, logo logo começarão muitas e muitas brigas para verificar quem comanda naquele local.

Com isso, os "chefes" logo surgirão e essa terra terá dono de novo.
Isso é comum á personalidade dos homens. Infelizmente, psicopatas e narcisistas perversos gostam do poder, pois, mandar nos outros os faz ter muito prazer.

Como esse tipo de personalidade sempre surge, pois, é um traço genético e influenciado pelo meio ambiente sempre existirão pessoas lutando pelo poder.

O steemit é assim também, tanto que as baleias geralmente ditam ás ondas para seguirmos hehehe!!!!

Por enquanto poucas pessoas estão preparadas para algo que se começou a construir e que é radicalmente diferente do mundo centralizado como o conhecemos.
Por exemplo a do blockchain Steemit é "terra de ninguém" , pois ninguém detem a sua propriedade.
Por outro lado existe o Interface Steemit que pertence a uma empresa privada e que tem feito esforços inovadores no seu melhoramento.
Qualquer empresa pode criar interfaces alternativos propietários e competir com a Steemit Inc.
O Steemit não é, e não podem ser, por enquanto, uma plataforma descentralizada em relação aos objetos (vest power), porque ainda não é viável no desenvolvimento real da sociedade e nem mesmo nas teorias anarco-capitalistas, por ainda acreditarmos no princípio da propriedade privada.
Para construir uma sociedade igualitária na relação entre pessoas, ainda estamos pendurados no sentido de propriedade que faz com que as posses interfiram na construção de uma nova "sociedade não competitiva", na qual a relação com as pessoas não é mais do tipo Homem-Objeto para Objeto-Homem.

Na minha opinião, o blockchain é uma boa "saída" para ser uma infra-estrutura que pode ser usada no futuro e fornecer um ambiente para um mundo melhor onde todos possam ser ouvidos e tomar posse do destino nas suas mãos, sem a interferência de chefes ou políticos.

Resteemed

Thanks

Mudanças na linguagem geralmente refletem os valores de mudança de uma cultura..Obrigado pelo bom conteúdo @charlie777pt

A linguagem é um dos primeiros símbolos onde se reflete a Resistência ao poder.
Agradecido.

Eu acredito que mudar é sempre um processo complicado. Não importa o que de fato está sofrendo alguma mudança, há sempre uma resistência (em maior ou menor potencialidade). Porém, quando ela é inevitável... Ou você se adapta ou fica para trás.

Descentralizar tudo é realmente uma tendência.

Como sou um curioso compulsivo desde criança, isso parece ter tornado a mudança para mim como um prazer e quase aditivo, pois cada resistência á mudança é um ato de envelhecimento e inadaptação.
Cada um de nós terá de sofrer uma mutação interna baseada num enorme esforço de aprendizagem, para perceber novos comportamentos e formas de pensar sem as restrições da teia do poder e da autoridade centralizada e caminhar para o novo Mundo da descentralização.

Eu acho engraçado observar as pessoas e ver como elas são resistentes as mudanças por mais simples que sejam. Isso acaba se replicando nas autoridades e tudo a nossa volta. Espero que a descentralização posso ser mais observada no presente e não apenas como um assunto futuro. Gostei dos textos e das citações escolhidas para ilustrar!!

Muito Obrigado.
A descentralização ainda é uma questão um pouco teórica, mas algumas plataformas já com comunidades a praticar(ou a tentar), mas que irá implicar uma profunda aprendizagem e mudança, pois fomos criados no paradigma da centralização.
Eliminar em nós a "vontade de poder", a aceitação da participação de todos, e abdicar do profundo enraizamento das posses materiais, é a maior utopia que a Humanidade poderá realizar ou não.
De qualquer maneira a filosofia da descentralização e tecnologia do blockchain é um solução concreta para resolver a decadência do mundo centralizado.

Acredito que descentralização é uma mudança iminente por mais que possa levar tempo. Estes agentes da mudança que você descreveu tem tomado cada vez poder nas mãos com as possibilidades que ganharam de atuar via internet. Por exemplo: a blockchain do btc nunca foi raqueada! Isso mostra o capital intelectual que tem gerado, o que significa mais poder de influência.

Parabéns pelo texto como sempre muito consistente!

Muito agradecido:
A centralização é um "buraco-negro" a engolir a humanidade e só o blockchain e a descentralização podem criar um contra-efeito

Fico esperançosa 😃

Sir..awesome post.resteem this post