Os Efeitos do Poder - Parte 1- Rally Filosófico na Matriz do Poder

in psychology •  2 years ago 

Realidade Social: Violência, Poder e Mudança
Os Efeitos do Poder - Parte 1- Rally Filosófico na Matriz do Poder


"O poder tem de ser descentralizado" - charlie777pt

Introdução


Antes de entrar na visão mais científica da psicologia social e dos estudos sobre os Efeitos do Poder, sinto a compulsão de escrever esquizofrénica, filosofica e catárticamente sobre o vórtice atual da concentração do controle sobre as pessoas.
Eu terminei a segunda leitura do fantástico livro "Ascent of Humanity" de Charles Eisenstein, um Einstein sobre as consequências do Poder sobre as pessoas e o planeta Terra e que me desviou o meu comboio de pensamento para um rally filosófico sobre os efeitos do poder.
Eu pessoalmente recomendo este livro a todos, porque depois de lê-lo, ninguém será capaz de dizer que não está conscientes do que está a acontecer neste mundo ferido em que vivemos.

Com o que está a acontecer agora na minha mente, acho que terei que estender este post de "Rally Psíquico" para outro com uma visão mais científica.
Primeiro vou começar por dizer que se é uma pessoa impressionável, a próxima línguagem pode ser considerada muito agressiva, mas eu acho que as pessoas hoje estão tão fechadas na Mente-Integrada-Mídia-Estado, que apenas uma linguagem esmagadora e extremista pode desestruturar os nossos pensamentos com algum caos, para que possamos reestruturar as nossas visões do mundo, mas revigorados e energizados com a autoconsciência e verdade.

Os estados de guerra imperialistas e os interesses do capital , hoje são a Lei, o juiz e o júri, que detêm o equilíbrio decisivo do Poder.
Ultimamente, temos visto a teia monstruosa dos Efeitos do Poder sendo estendida a todos os aspectos do controle social, usando o condicionamento mental para manter sua "ordem social" insustentável e egoísta.
Sinto novamente o éter do mundo pré-republicano, que violentamente dizimou as realezas, destronando o seu poder justificado por origem Divina como uma categoria inerente ao nascimento com o seu "sangue azul".
A Revolução Francesa foi um exemplo de ruptura violenta causada pela total desigualdade e concentração de poder dos reis para o dar ao povo, mas que mais tarde lhes é roubado pela burguesia.

"L'Etat c'est moi." - Louis XIV / "O Estado sou eu" - Luís XIV
É um conceito histórico aceite, que os regimes totalitários sempre caem, mas ninguém pode prever quando ou até mesmo quantas vítimas e destruição eles fazem antes de entrar em colapso.
"O desapontamento na social-democracia, acompanhado pela contradição entre a miséria e o pensamento conservador, deve levar ao fascismo, se não houver organizações revolucionárias." - Wilhelm Reich, The Mass Psychology of Fascism, 1933
O Poder Institucional transformou-se num gabinete invisível para os cidadãos, onde planos kafkianos de castelos são construídos para criar domínio absoluto, pelo medo de inimigos míticos que justificam a submissão total e a abdicação da nossa privacidade.
O Poder dos Políticos, Mídia e Capital é justificado pelo uso de suas crescentes formas de agressão física e psicológica , que certamente gerará mais violência, que novamente santificará o uso de mais violência por esse mesmo poder.

Eles financiam e dão armas a pessoas sob a justificação de lutar por uma "democracia submissa" aos interesses deles, que termina em sangrentas batalhas e campos de guerra com o sangue de inocentes e muitas facções de "terroristas" armados para justificar posteriormente as suas intervenções bélicas e invasões.
Os governos que compram armas aos aos países dos gangues militaristas-imperialistas da fábricas de armas e da guerra , e após o acordo de negócios, têm "certificados de guerra sagrada" e são absolvidos de qualquer assassinato bárbaro da população civil, genocídios ou quaisquer vítimas internas dos governos totalitários dominados por famílias ricas ou por dinastias.

E muitos países estão a fazer acordos para poderem assassinar pessoas inocentes noutros países e a criar um fluxo incontrolável de migração fugindo do caos, da destruição, e da ausência de recursos necessários para a sobrevivência, e a maioria deles dirigi-se para as sociedades civilizadas imperialistas, que causaram esta situação, procurando refúgio e porto seguro.

power-black-hole-pt.jpg
background picture source

1.1 - O Poder hoje é um buraco negro

O Poder é a produção dos efeitos pretendidos e está onipresente e perpétuamente na vida social humana, tendo um profundo impacto no nosso "destino" feito pelos governantes.
Hoje eu acho que é um grande benefício para nossa mente e sobrevivência, estar ciente da rede do poder, trabalhando principalmente nos lados obscuros de nossas mentes e em todos os cantos da interação social.

Nietzsche formulou as hipóteses de que existe uma "vontade de poder" natural e fundamental nos seres humanos.
Bertrand Russell, viu o poder nas relações humanas como energia no conceito de física e objetivo final de um homem.
O Poder hoje é tão concentrado e centralizado que agora é como um buraco negro sugando os direitos das pessoas, o sangue humano das guerras e os recursos vitais do planeta Terra, pela ganância de alguns.
Ter Poder sobre os outros pelo controle de pessoas e recursos pode energizar a mente e o cérebro dos governantes, ou criar perdas de energia naquelas que estão sob poder dos outros, devorando a nossa força de vontade e escolha.

O impacto do Poder desigual resulta na falta de controle sobre os nossos direitos fundamentais e inalienáveis, e podemos encontraras as suas raízes no abismo entre riqueza e pobreza da estratificação social de hoje.
Corrupção e desigualdade são um círculo vicioso de apropriação e distribuição desigual de poder e riqueza na sociedade.
O Poder é usado para influenciar comportamentos, para normalização e conformidade, e irá sempre minar e destruir qualquer dissidência e resistência.
"Importância" e Influência e é Dinâmica do Poder em ação que afeta pessoas e realidade.
Estamos na era da pós-escassez da maquinaria oligárquica, que parece estar a voltar aos tempos do esmagamento da classe trabalhadora, como na Grande Depressão, usando o poder do dinheiro como o código de Lei.


Montesquieu disse que existem dois tipos de corrupção, uma quando as pessoas não cumprem a lei e outra quando a lei é usada para corromper as pessoas, apagando a diferença entre a coleta de impostos e o roubo.

Precisamos de uma estratégia para resistir ao Poder, usando uma filosofia para interpretar o mundo e o ativismo individual e social para mudá-lo.
A melhor maneira de combater o Poder hoje, é o tipo de movimento baseado no princípio estratégico da resistência de um homem só (anónimos como exemplo), usando o anonimato e a impossibilidade de rasteamento, como um auto-exílio determinado para substituir o buraco do declínio da civilização imperialista. .
Esta resistência, por ausência de uma estrutura de poder hierárquica, não pode ser derrotada porque a célula de um homem é muito pequena e impossível de ser infiltrada.

Eu chamo a isto a estratégia do lobo da estepe (o caçador solitário) no sentido de Hermann Hesse no seu livro Steppenwolf, é o melhor ferramenta disponível para a luta pela sobrevivência.
A estratégia do lobo-da-pradaria ("caçar em matilha) é muito perigosa para sobreviver à vigilância de serviços secretos, provocadores e infiltrados que apenas querem conspirar e financiar planos de destruição (o seu trabalho) como uma maneira de justificar mais orçamentos do Estado para gerar destruição, guerra e caos.
O Poder nas últimas décadas, usou esta tática para dissolver muitos movimentos antigos e recentes que poderiam ser uma Luz para devolver o "Poder ao povo".

1.2 - Os efeitos do Poder no ciberespaço

Os Efeitos do Poder e do status social exercem uma forte influência na cognição, percepção e comportamento de maneiras sistemáticas, modificando as nossas visões, sentimentos e ações pessoais.
Devemos aprender e compreender os canais e fontes do Poder negativo que obstruem a construção de uma nova sociedade, e fazer escolhas deliberadas sobre o poder que vamos usar em cada circunstâncias, e de que maneira.
Devemos agir proativamente, e quando só podemos reagir, temos que optar por não reagir, mas continuar sempre a lutar pela liberdade de estarmos investidos na construção dos nossos destinos.


CC-BY-NC-ND 3.0 (Unported): 'The Phoenix or the Resurrection of Freedom', James Barry, 1776–1808

As hierarquias de dominância humana, criam o poderoso e o impotente, como elementos nas relações sociais, com efeitos pessoais na função cognitiva e emocional e na estratificação de uma sociedade com classes.
Alguns dos efeitos do Estado estão a estrangular a Internet, como um recurso da liberdade de expressão, e eles querem ampliar seu poder e estabelecer jurisdição sobre o ciberespaço, para expandir a sua influência de vigilância do Estado no espaço, e monitorar o comportamento social.

No caso do blockchain, eles querem regular de fora, o que foi criado para ser desregulamentado, mas sim para ser auto-regulado pelo consenso social e técnico.
Mas o Poder quer controlar e moldar os direitos das pessoas no ciberespaço, e a realidade hoje é que a censura na Internet está a crescer e o sonho de um espaço livre para a humanidade foi-nos roubado.
Eles querem usar ferramentas ineficazes de censura estatal para permitir o uso de poderes coercivos, num território que eles não possuem, apenas contribuindo para sufocar a última voz da Humanidade e para criar um poderoso controle sobre a liberdade de expressão online dos novos modelos alternativos descentralizados de economia e mercado, como um substituto para o caos destrutivo de seus impérios decadentes.

Temos que usar a poderosa arma do ativismo, aumentando o protesto público e obliterando o poder da mídia, onde o capital privado determina o financiamento e os resultados das notícias na sua perspectiva.
Os mídia e a verdade são incompatíveis e todos os dias adulteram a percepção da realidade, pois os fantoches não têm opinião própria substituiram os jornalistas tradicionais que costumavam acrescentar a sua visão pessoal da realidade.
As pessoas devem encontrar uma forma de autogoverno nas organizações descentralizadas para sobreviver à globalização e ao crescente poder das empresas para roubar os direitos humanos.

Esta concentração de Poder leva à corrupção generalizada e à expansão dos poderes policiais,com armas de guerra, como forças militarizadas para assassinar a voz da crescente desigualdade social.
O ciberespaço está, cada vez mais a tornar as pessoas mais conscientes de alguns dos mecanismos de influência do Estado e das relações de poder corporativo com as principais mídias sociais e tradicionais .
O Poder quer moldar os Direitos e Reger no Ciberespaço para impor restrições num mundo a-geográfico e desterritorializados, que pode se pode tornar no berço de construção de uma nova sociedade em que todos tem os mesmos direitos e deveres.

1.3 - Uso indevido e abuso de energia atual - A imunidade dos proprietários do Poder

Os abusos sexuais de crianças e pessoas sempre foram uma prerrogativa das realezas, pessoas ricas e membros respeitados nos mais altos escalões das instituições.
Os realizadores de cinema usando e abusando psicológica e fisicamente dos seus atores, atrizes e funcionários, como a BBC escondendo os pedófilos durante décadas, os atuais escândalos envolvendo a Academia do Prémio Nobel, e o julgamento privado da igreja dos seus ofensores sexuais.
O lugar comum nesses casos é que a justiça não os está a punir, mas a vitimizar e estigmatizar as pessoas que sofreram o abuso.
O melhor exemplo é a Igreja que dá total imunidade, protege e esconde aos abusadores de crianças da Justiça que, por sua vez, não exerce nenhuma ação contra os poderosos dominadores do espírito humano.

Na minha vida tenho visto, por exemplo, os casos em Portugal como o "Folies Bergere", onde membros do governo, cardeais e sacerdotes da Igreja e empresários que faziam grandes festas usando crianças durante anos durante o fascismo (antes de 1974), e que foi totalmente apagado pela polícia política fascista (eu li todos estes arquivos), com total conhecimento do Presidente Salazar, que só por medo de que esta mancha pudesse chamar a atenção nacional e internacional sobre ele, só demitiu o ministro da Economia como o único consequência.

Recentemente, o escândalo "Casa Pia" (uma instituição para crianças sem família) de abuso sexual cometido nesta instituição durante mais de 20 anos, até as primeiras acusações aparecerem, mas devido à falta de provas e falta de vontade dos responsáveis ​​para realizar as investigações, o caso foi encerrado.
Um jornalista que gravou 10 fitas com toda a verdade e distribuíu na Internet, mas os juízes tornaram-nas ilegais ameaçando que qualquer um que as detivesse, iria para á cadeia e pagaria mais do que os perpetradores sexuais. Eu ainda tenho essas fitas e eu as declaro aqui sem medo.
Havia 2041 figuras públicas envolvidas, mas apenas uma cara muito conhecida da TV foi condenado, mas hoje ele já é livre e os mídia dão-lhe sempre dá a ele a oportunidade de usar a televisão estatal para falar e provar que ele sempre foi inocente.

O melhor poder do Estado é o menor ou o inexistente, porque hoje bloqueia a iniciativa privada, rouba salários e riqueza das pessoas para usá-la nos interesses instalados de seus amigos, lobistas e financiadores.

"Tem que renovar toda a sua maneira de pensar para que você não pense do ponto de vista do estado e cultura, mas do ponto de vista do que as pessoas precisam e do que sofrem. Então você organiza as instituições sociais de acordo" - Wilhelm Reich
Trump, Macron e Theresa May, têm a estratégia de trazer de volta a glória dos velhos impérios decadentes, e são exemplos de abuso de superpotências com suas visões fascistas que e precisam de vender armas e criar instabilidade e guerras noutros países e esperam nos seus pedestais que não haverá consequências.
O Bode expiatório que eles agora concordaram, é a destruição final da florescente sociedade antiga da Siria, para glorificar o seu poder fascista e o domínio político interno.
Combatemos a violência dialogando para criar democracia e não com armas para gerar mais violência e matar pessoas inocentes.

Eles estão a usar a guerra para aglutinar os cidadãos dos seus países, contra um inimigo comum para odiar como forma de fortalecer o seu poder e justificar os seus fracassos em resolver os problemas internos, e ao mesmo tempo criar uma hegemonia cultural de submissão mundial, sendo Trump o pai , Theresa May a mãe e Macron o novo filho sagrado.
O império hegemónico da maquinaria do Estado americano está sempre a procurar maneiras de eliminar outras populações, como fizeram para exterminar os índios e até os búfalos e não conseguem livrar-se do gosto do sangue na sua boca.

Vou parar aqui este rally psíquico porque a corrida foi longa, antes que haja acidentes, :) e no próximo post eu vou voltar para a escrita mais fria e controlada usando mais a abordagem da mente cognitiva do que a parte quente e emocional-afetiva de um discurso "perigoso" .
Então, somente amanhã teremos a parte 2 dos Efeitos do Poder falando sobre os aspectos da Privação, Submissão, Corrupção e Resistência.

Últimas publicações nesta série sobre a Realidade Social: Violência, Poder e Mudança
Introdução:

A Realidade Social: Violência, Poder e Mudança

A - Violência:

Uma Introdução à Violência
Os Conceitos de Violência, Agressão e Agressividade
As teorias da Violência
Os influenciadores da Violência - Parte Um - Cultura e Contexto Social
Os influenciadores da Violência - Parte 2 - Fatores Sociais, Cognitivos e Ambientais
A ascensão da violência de hoje

B - Poder:

O que é Poder? - Introdução
A Natureza do PoderA Dinâmica do poder:Os Efeitos e as Consequências do poder
Parte 1 - Rally Filosófico na Matriz do Poder - este post

Artigos da próxima série de publicações sobre Realidade Social, Violência, Poder e Mudança

Parte 2 - As consequências do Poder

C - Mudança:

Mudança e Cultura
As teorias e a conceptualização da mudança
Fatores que determinam a mudança
Os caminhos da mudança
Mudança social

Referências consultadas:

Les concepts fondamentaux de la psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
La psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
A dinâmica social-violência, poder, mudança - Gustave-Nicolas Fischer Planeta/ISPA, 1980
Gustave-Nicolas Fischer é Professor de Psicologia e Diretor do Laboratório de psicologia na Universidade de Metz.
Raven, B. H. e ; Rubin, J. Z. (1976). Social psychology: People in groups
French, J. R. P., e ; Raven, B. H. (1959). The bases of social Power. In D. Cartwright (Ed.),Studies in social Power. Ann Arbor, MI: Institute of Social Research
Castel, R. As metamorfoses da questão social. Vozes, 1998.
Moscovici, S. (1976).Social influence and social change. London: Academic Press.
Michel Foucault, Discipline and Punish: The Birth of the Prison
Festinger, L. (1954). A theory of social comparison processes.
Dahl, R.A. (1957). The Concept of Power.
Giddens, Anthony, Capitalism and Modern Social Theory: An Analysis of the Writings of Marx, Durkheim and Max Weber, 1971.
Grabb, Edward G., Theories of Social Inequality: Classical and Contemporary Perspectives,1990.
Weber, Max, Economy and Society: An Outline of Interpretive Sociology, 1968.
Porter, L. and Lawler, E. (1968). Atitudes e Performances Administrativas. Homewood, Ill.: Dorsey Press.
Vroom, V. (1964). Trabalho e Motivação. Nova Iorque: Jon Wiley and Sons.
Vroom, V.H., Yetton, P.W., 1973, “Leadership and Decision – making”, Pittsburgh:
University of Pittsburgh Press.

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

E, na sua opinião, para onde vai este trem desgovernado ?

Bem o problema é que ou chegamos ao fim do Mundo Centralizado da Hegemonia imperialista ou as tensões sintomáticas do crescente desíquilibrio económico social e psicológico.
É visível que voltamos ao sindroma da Guerra Fria da minha infância do americano herói salvador que nos vai livrar do papão soviético e chinês, pode aumentar a tensão e os meios bélicos.
Não se consegue dissuadir a violência usando o ciclo de se mostrar que tem mais poder de agressão.
A humanidade como dona do planeta Terra é que tem de perceber os imperialismos estão outra vez loucos para usarem a guerra como forma de prolongamento da conflitualidade da contenda económica para dominar o mercado.
Está a criar-se uma situação de eminente escalada dos conflitos bélicos e ao mesmo tempo a desigualdade social pode criar um disrupção violenta que inevitávelmente acontece com na Revolução francesa.
Mas o maior problema é como as pessoas ppodem usar o seu poder de manifestação por meios não-violentos como nas outras revoluções históricas, pois o sistema adoraria que houvesse um dirupção violenta para amordaçar e submeter para sempre as massas á conformidade e controlo absoluto da vida pública e privada na realidade e no ciberespaço.

Resteemed

Olá, meu amigo charlie777pt, gostei muito do seu artigo. E há tradução do livro "Ascent of Humanity" em Português? Um grande abraço desde Díli, Timor-Leste.
Francisco

Amigão o livro existe só em inglês e posso enviar por email(2megas.
leitura longa e fatigante pois exige muito do leitor
Também tenho em mp3 mas se calhar é muito pesado(300 Mb)
Diz aqui se queres que eu envio
Abração

your works are highly educative @charlie777pt . ....... image

Lutar contra o poder é uma "guerra" desigual. A nossa voz nunca falará mais alto do que a deles por mais que a razão esteja do nosso lado. E esta realidade é um facto que, infelizmente, existe em todos os sectores e em todo o Mundo.

Sim este problema da luta é bem explidado no post seguinte e chama-se á sensação que nós temos que não podemos fazer nada, "impotência assimilada"(assimilated impotence).

O problema é que parte dessa suposição só pode está nas nossas mentes na maioria das vezes, porque há sempre uma mudança para encontrar uma brecha no sistema para lutar.
A descentralizaçãoe o blockchain é a melhor arma não-violenta que nós temos agora para implodir o sistema.
O Steemit é um exemplo de luta contra o Poder e a contra a dominação total dos mídia sociais.

I appreciate your highly philosophical thoughts. You think deeply what is happening in the world. But most of us are incognizant. But you share some important topics to conscious us. Best regards, please continue the important topics as people know about it.

Thanks a lot for your thoughts and the motivational reward.
I feel honored and with more power to write about this awareness posts.