Os Conceitos de Violência, Agressão e Agressividade

in psychology •  2 years ago  (edited)

A Realidade social: Violência, Poder e Mudança
Os Conceitos de Violência, Agressão e Agressividade

Nesta publicação vamos especificar o que são os conceitos de Violência, Agressão e Agressividade
Violência da palavra latina vis significa "força".
Vamos então definir melhor a abordagem da realidade da violência e da agressão
A Violência geralmente é definida como o uso da "força" para coagir e conseguir a submissão.
"A violência entre as pessoas é diretamente proporcional à violência que os Estados, a sociedade e economia exercem sobre eles". - charlie777pt
Existem múltiplas formas de violência, como violência ambiental, violência cotidiana no trabalho, exclusão social, género e violência racial, e bullying na escola, com o objetivo de dominar e envolver a submissão, através do exercício arbitrário da força.

A Violência é uma força que pode ser exercida direta ou indiretamente e tem várias formas e possibilidades de classificação desde matar, ferir ou ameaçar contra fé, raça, género, liberdade e integridade física de qualquer pessoa.
Violência Física nas relações pessoais é uma tentativa brutal de ferir outra pessoa ou grupo, e é parte da história da Humanidade.

Na minha opinião, a Violência interpessoal aumenta quando temos regimes totalitários ou há uma escassez de bens necessários para a sobrevivência, como zonas de guerra ou lugares desertificantes que estão a crescer em todo o planeta Terra.
A Violência entre as pessoas é diretamente proporcional à violência que os estados e a sociedade económica exercem sobre eles.
Por outro lado, a Violência gerada pela opressão política é uma ameaça à "Ordem" do sistema, é nomeada como "Desordem" e é vista como um ataque.
Em 1988, Wieviorka subdivide a Violência em privada e coletiva.

violence-private-public-pt.jpg

O "Governo" em si não prejudica, porque é uma entidade fictícia. Mas a crença no "governo" - a noção de que algumas pessoas realmente têm o direito moral de governar sobre os outros - causou dor e sofrimento imensuráveis, injustiça e opressão, escravização e morte. "- Larken Rose
A sociedade só conhece apenas "terapias" violentas para lidar com a violência. Convém que antes de ler os próximos parágrafos esteja ciente de que estamos a usar uma linguagem psicoanalítica que pode ser considerada ofensiva.

Freud classificou a violência como o fundamento primordial da humanidade como um ciclo de violência primeiro do pai para o filho e mais tarde do filho (s) para o pai.
Jim Morrison expressa esse paradigma do Complexo de Édipo na famosa letra "Pai, sim filho, quero matá-lo Mãe, eu quero-te, fo...".

Para Freud, o(s) filho(s) sucede ao poder absoluto do pai, enquanto Girard apresenta hipóteses diferentes e fala de "sacrifícios" quando em um grupo de filhos ou irmãos que geram Violência de todos contra um, que é usado como "vítima sacrificial" "para evitar a luta de todos contra todos.
Usando os conceitos de Freud, Enriquez (1983) estabelece uma diferença entre "Violência sacrificial" (do "bode-expiatório" para servir de "cola" e para fortalecer a união dos perpretadores) e "Violência dominadora" (gera desigualdades de estratificação social em um conflito equilíbrio entre dominação e submissão).

"O homem deve evoluir em relação a todo o conflito humano, com um método que rejeita vingança, agressão e retaliação. O fundamento de tal método é o amor". - Martin Luther King Júnior.

O que é a Agressão?

violencia-conceitos-pt.jpg

Para Lorenz (1966), a Agressão é um instinto ligado à auto-afirmação pessoal e é uma pulsão adaptativa para a evolução e a sobrevivência das espécies.
Buss (1971) classifica a Violência em termos de tipo e intensidade:
Agressiva ativa (agredir e insulto)
Agressão passiva (negar ajuda às pessoas necessárias)
Agressão física
Agressão verbal
Agressão direta - agressão no confronto cara a cara agressor / alvo
Agressão não dirigida - Usando uma terceira parte para executá-la.

Feshbach (1964) dividiu a Agressão em hostil (dano direto), instrumental (com um objetivo diferente) e expressiva (auto-afirmação com agressão)
A Agressão como forma de Violência está sempre relacionada a uma "representação social" que aceita ou condena essas ações agressivas, e que são determinadas pelas normas e regras culturais.
Então, vamos estudar a o que legitima a violência, o "suporte normativo" e os benefícios justificados da Agressão.

Blumenthal e outros fizeram o seguinte inquérito para estudar o aspecto do "suporte normativo".
Eles fizeram um teste onde é solicitado às pessoas que tipo de intervenção a polícia deveria ter em alguns casos de violação da Lei da Propriedade, sem causar danos pessoais, perpetrados por três grupos diferentes:
a) - Um grupo de estudantes brancos.
b) - Um grupo de afro-americanos em uma revolta
c) - Um grupo de vagabundos

Para o grupo de vagabundos e afro-americanos, 2/3 pensam que a polícia deve usar armas sem matar e 1/3 acredita que a polícia deve usar armas para matar.
Para o grupo de alunos brancos, apenas 50% concordaram que a polícia deveria disparar sem matar e 20% disseram que a polícia deveria atirar para matar.

O que é Aggressividade?

A Agressividade é uma característica humana da vontade de usar a força da Violência sobre uma pessoa.
Foi definido por Laplanche e Pontalis como uma "tendência ou conjunto de tendências que se atualizam em condutas reais ou fantasmáticas, que visam causar danos a si mesmo, destruir, coagir, humilhar, e assim por diante".
Na visão psicanalítica, Freud usa a agressão para designar agressividade e agressão e, que para ele, existe dentro do aparelho psíquico usando a teoria das pulsões (vida e morte).
Ele fala sobre uma pulsão de Agressão como a pulsão da morte orientada para o mundo exterior como uma forma de relação com os outros como violência exercida e a destruição do objeto.

Eu pertenço a uma época em que pessoas que possuíam personalidades fortes, podiam dizer não ao bullying nos primeiros dias de escola e aprendi que, como não me deixei intimidar, sempre senti o ritual de iniciação académica como um grupo de cobardes atacando em um grupo.
Estranhamente, hoje vejo que os iniciados estão dispostos e preparados ser humilhados, porque sentem que é parte do ritual de subida da pirâmide do poder e que eles vão poder fazer o mesmo a outros.
Mas, infelizmente, eu também aprendi que aqueles que eram mais pressionados no ritual de iniciação quando tinham o poder, serem os piores perpetradores contra a integridade do "iniciado".
A sociedade está repleta dos ritos de iniciação destinados a perpetuar e fazer da violência um ciclo vicioso

Últimas postagens nesta série:


Introdução:
A Realidade Social: Violência, Poder e Mudança
Violência:
Uma Introdução à Violência

Artigos da próxima série de publicações sobre Realidade Social, Violência, Poder e Mudança

Violência:

Os Conceitos de Violência
As Teorias da Violência
Os influenciadores da violência
A ascensão da violência de hoje
Poder:
O que é poder?
A Natureza do Poder
A Dinâmica do Poder
Os efeitos e consequências do poder
Mudança:
Mudança e Cultura
As teorias e a conceptualização da mudança
Fatores que determinam a mudança
Os caminhos da mudança
A Mudança social

Referências de livros consultados:
Les concepts fondamentaux de la psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
La psychologie sociale - Gustave-Nicolas Fischer
A dinâmica social-violência, poder, mudança - Gustave-Nicolas Fischer Planeta/ISPA, 1980
Gustave-Nicolas Fischer é Professor de Psicologia e Diretor do Laboratório de psicologia na Universidade de Metz.
French, J. R. P., e Raven, B. H. (1959). The bases of social power. In D. Cartwright (Ed.),Studies in social power. Ann Arbor, MI: Institute of Social Research
Castel, R. As metamorfoses da questão social. Vozes, 1998.
Moscovici, S. (1976).Social influence and social change. London: Academic Press.
Michel Foucault, Discipline and Punish: The Birth of the Prison

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Violence can be seen as the use of physical force against others,as well as the impact on the human psyche.Therefore, there are two problems: the use of violence and the legitimization of that use.Where there is violence there will be aggression with damage .where human rights and freedom will be restricted

Violence is an extreme force used against other people. It's a state of mind of increased anger. Violence leads to destruction. So it's best avoided because it brings or results in regrettable actions. Thanks for the post @charlie777pt

Isso é algo que acontece nos presídios. O sujeito sofre muita violência lá dentro e fica com ela retida dentro de si. Depois, desconta em algum civil!

Infelizmente a sociedade não tem e não quer ter consciência dos ciclos de violência social e esqueceu-se do valor fundamental da solidariedade humana.
A privatização das instituições de solidadriedade social, dos serviços de informação, das prisões, da saúde, etc são hoje empresas que querem criar um ciclo de lucro perpétuo, financiando lobbies que criam leis para os favorecer o crescimento das penas de prisão, por exemplo.
O problema é que os Estados Unidos querem que a Europa e o UK sigam o mesmo caminho para poder expandir as suas multinacionais.
O UK ao abandonar a Europa é agora presa fácil para estes corruptores da vontade pública e parece que também quer seguir o mesmo caminho.

Congratulations @charlie777pt! You have completed some achievement on Steemit and have been rewarded with new badge(s) :

Award for the number of comments

Click on any badge to view your own Board of Honor on SteemitBoard.

To support your work, I also upvoted your post!
For more information about SteemitBoard, click here

If you no longer want to receive notifications, reply to this comment with the word STOP

Upvote this notification to help all Steemit users. Learn why here!