O que é o Existencialismo? - Parte 2 - A Breve História do Existencialismo: I - Pré-Existencialismo Primitivo

in pt •  10 months ago  (edited)

A Dialética da Libertação: Anarquismo, Existencialismo e Descentralismo

O que é o Existencialismo? - Parte 2 - A Breve História do Existencialismo: I - Pré-Existencialismo Primitivo

"Autonomia, é algo que se ganha com o exercício da nossa vontade" - charlie777pt

1. Introdução


No último post, fizemos uma introdução livre ao Existencialismo, e agora é a parte de sua história, que normalmente é entediante e exige muita atenção na leitura.
Vou tentar colocar algumas reflexões pessoais no meio dos próximos posts sobre a história do existencialismo, para quebrar a monotonia.

Todo os autores que li são convidados permanentes na casa da minha mente, e levou muitos anos para entender como esses viajantes das fronteiras do espírito pessoal, influenciaram meu modo real de ser, e os mestres que iluminaram a minha experiência, e sua imortalidade está sempre no quadro das minhas decisões, as ações da minha vida e minhas relações com os outros.

Os próximos posts são dedicados a muitos autores, que criaram algumas bases para o surgimento do existencialismo, e ao mesmo tempo tiveram uma forte influência na dialética da minha auto-libertação e nas escolhas do caminho para a minha vida.

Tem sido muito difícil falar sobre essas grandes influências em tão pouco tempo e espaço, correndo o risco de criar erros de julgamento em tais explicações sintéticas, por tentar colocar o existencialismo numa lata de sardinha.

O Existencialismo hoje, tornou-se mais importante do que nunca, porque todas as formas de expressão do individualismo são inconscientemente condicionadas e moldadas pelos media de massas, que são formas inegáveis ​​de supressão e opressão, e induzem o conformismo total e a estagnação ideológica.

Nietzshe dizia "Got ist Tot" (Deus está morto) e chegou o tempo de proclamar que "Os Media de Massas estão mortos"- charlie777pt

O Existencialismo enfatiza que devemos ter um papel na nossa Existência para mudar a nossa Essência, entendendo que a materialidade arranca a humanidade do contato aberto entre indivíduos, porque a Matéria é inconsistente com o Espírito Livre.

"Ação não altera nada e se opõe a nada. É a forma pura de uma transição de um estado de não ser visto para um de ser visto, e o conteúdo que é trazido para a luz do dia e exibido nada mais é do que esta ação já é nele mesmo." - Hegel

Nesta figura vemos os tópicos dos próximos posts sobre a História do Existencialismo , dedicados a mostrar todas as influências e convergências do existencialismo começando a falar sobre os filósofos da liberdade pré-existencial, seguidos pelos fenomenólogos, bem como alguns posts dedicados ao Existencialismo, e depois falando sobre a perspectiva do Humanismo, para terminar a falar no Pós-estruturalismo.

2- Filósofos e Escritores - Pré-Existencialistas Primitivos


Muitos autores contribuíram para que a filosofia se desvia-se do raciocínio da análise da natureza humana para a procura da verdade. Vou mencionar alguns dos notáveis pré-existencialistas inspiradores do movimento, que podem ser traçados por referências a muitos autores e filósofos como:

Descrição Foto

Augustine of Hippo também conhecido como Santo Agostinho - um teólogo que viveu de 354 a 430 DC - influenciou a formação do cristianismo e da filosofia ocidentais.

"A fim de descobrir o caráter das pessoas, temos apenas que observar o que elas amam." - Santo Agostinho

Mulla Sadra (1571–1636), percursor islâmico do Illuminacionista que ele chamou de "Teosofia Transcendente"

Para ele, não há Realidade, exceto Existência, e disse que não podemos capturar nossa Essência, exceto visões fragmentadas que são de modos de existência como realidade objetiva, que não podem ser conceituadas na mente.

Giacomo Leopardi (1798-1837) poeta, escritor, filólogo e filósofo do pessimismo, com idéias radicais e desafiadoras do início do século XIX, sobre a condição e a vida humanas.

Alguns autores referem a sua triste vida e os problemas de saúde que ele teve desde a infância, que influenciaram sua visão pessimista da vida.

“A liberdade é o sonho que se sonha enquanto coloca o pensamento acorrentado novamente.” - Giacomo Leopardi, Canti

Blaise Pascal (1623 -1662) o matemático, físico, filósofo e teólogo, que teve uma grande influência na maioria das manifestações filosóficas existencialistas.

Confesso que não li muito de Pascal, exceto os pontos de vista de outros autores, porque não gostava de sua teologia católica jansenista ,e da crença de que devemos sofrer na vida como algo natural.

Henry David Thoreau, (1817-862) um autor transcendentalista, inspirador da "Desobediência Civil" e mais tarde do "Governo Civil da Resistência" em face de um governo injusto estabelecido.

Ele inventou a "Resistência Tributária" como uma forma ativa de combater o poder das estruturas centralizadas e a imposição de impostos pelo governo, como uma das formas de "Desobediência Civil".

John Locke (1632 –1704), um médico e filósofo inglês do Transcendentalismo, conhecido como uma das as principais influências no surgimento dos pensadores iluministas e no conceito de liberalismo.

Ele questionou a natureza e os limites da autoridade política e acreditava no direito de lutar ou destituir qualquer governo tirânico.

No próximo artigo, falaremos sobre as influências mais próximas e fortes do movimento existencialista como Fyodor Dostoiévski, Friedrich Nietzsche, Søren Kierkegaard, Arthur Schopenhauer e Karl Marx.

Video (Em Inglês):

Primitivism: Henry David Thoreau (ft. Locke, Rousseau, Nietzsche, Darwin)

Image sources: Wikipedia

A Dialética da Libertação: Anarquismo, Existencialismo e Descentralismo.
Artigos publicados:

Introdução à Dialética da Libertação: Anarquismo, Existencialismo e Descentralismo

I - Anarquismo

II - Existencialismo

Próximos posts da Série:
II - Existencialismo(Cont.)

  • O que é o Existencialismo?(Cont)
    • Parte 2 - História Breve do Existencialismo: I - Pré-Existencialistas
    • Parte 2 - História Breve do Existencialismo: III - Fenomenologia
    • Parte 2 - História Breve do Existencialismo: IV - Humanismo Existenciaista
    • Parte 2 - História Breve do Existencialismo: V - Pós -Estruturalismo
    • Parte 3 - A Filosofia do Existencialismo : I - O significado do Sem Sentido
    • Parte 4 - O Medo da Liberdade de Erich Fromm
  • Os "Existencialistas"
    • Part 1 - Os Jogadores e os tempos
    • Part 2 - Jean Paul Sartre - O Homem do Século XX
  • Humanismo e Existencialismo
  • Existencialismo e Anarquismo
  • O Futuro: Pós-Humanismo, Transumanismo e Inumanismo

III - Descentralismo

  • O que é o Descentralismo?
  • A Filosofia do Descentralismo
  • Blockchain e Descentralização
  • Anarquismo, Existencialismo e Descentralismo

IV - Dialética da Auto-Libertação

  • O Congresso da Dialética da Libertação
  • Psicadelismo e movimentos Libertários e Artísticos
  • Psicanálise e existencialismo
  • O movimento antipsiquiátrico

Referências:

- charlie777pt on Steemit:
A Realidade Social : Violência, Poder e Mudança
Piotr Kropotkin - O surgimento do anarquismo
Colectivismo vs. Individualismo

Livros:
Oizerman, Teodor.O Existencialismo e a Sociedade. Em: Oizerman, Teodor; Sève, Lucien; Gedoe, Andreas, Problemas Filosóficos.2a edição, Lisboa, Prelo, 1974.
Sarah Bakewell, At the Existentialist Café: Freedom, Being, and Apricot Cocktails with with Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Albert Camus, Martin Heidegger, Maurice Merleau-Ponty, and Others
Levy, Bernard-Henry , O Século de Sartre,Quetzal Editores (2000)
Jacob Golomb, In Search of Authenticity - Existentialism From Kierkegaard to Camus (1995)
Herbert Marcuse, One-Dimensional Man: Studies in the Ideology of Advanced Industrial Society
Louis Sass, Madness and Modernism, Insanity in the light of modern art, literature, and thought (revised edition)
Hubert L. Dreyfus and Mark A. Wrathall, A Companion to Phenomenology and Existentialism (2006)
Charles Eisenstein, Ascent of Humanity
Walter Kaufmann, Existentialism from Dostoevsky to Sartre (1956)
Herbert Read, Existentialism, Marxism and Anarchism (1949 )
Martin Heidegger, Letter on "Humanism" (1947)
Friedrich Nietzsche, The Will to Power (1968)
Jean-Paul Sartre, Existentialism And Human Emotions
Jean-Paul Sartre, O Existencialismo é um Humanismo
Maurice Merleau-Ponty, Sense and Non-Sense
Michel Foucault, Power Knowledge Selected Interviews and Other Writings 1972-1977
Erich Fromm, Escape From Freedom. New York: Henry Holt, (1941)
Erich Fromm, , Man for Himself. 1986
Fyodor Dostoevsky, Notes from Underground
Rick Roderick, Self under Siege Guidebook: The Self Under Siege – Philosophy in the 20th Century (1993)
About Rick Roderick and the videos : http://rickroderick.org/
Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

@charlie777pt, Parabéns! O teu post foi votado e resteem pelo Projeto Camões!

camoes sign 2.gif

PROJETO CAMÕES -Língua Portuguesa no Steemit!

@charlie777 O teu post foi selecionado e votado pela curadoria @pataty69 projeto que procura grandes recompensas em posts com excelentes conteúdos e que pode ser seguido na minha trail no Steemauto .

conheça meu projeto pessoal: Curadoria @pataty69

Posted using Partiko Android