LOVE LIKE HIS : Capítulo 7 - A vez do Ray - Uma história original por @papa-pepper

in fiction •  last year

CAPÍTULO 7 : A VEZ DO RAY


O detetive Cromwell desliga o telefone e folheia os arquivos em sua mesa.

Detective Cromwell hangs up the phone and shuffles through the files on his desk. Encontrando o que ele estava procurando, ele o abre e verifica algumas notas. Seus olhos caem no arquivo marcado "**Swier **".


Os dentes de Cromwell se fecham e sua cabeça tremula.


De repente, levanta-se e começa a dar uma volta larga ao redor de sua mesa. Parando, ele passa os dedos pelos cabelos e olha para o arquivo. "Certo!" Ele murmura bruscamente e se afasta da mesa.

Ray está sentando em seu apartamento, almoçando. acomodando-se no seu sofá, ele coloca uma outra colherada de ravioli na boca. TV um homem está dando uma palestra sobre a importância de não ser indiferente. Enquanto Ray tira o restante do molho da tigela, há uma batida na porta. Depois de enxaguar rapidamente os pratos na pia, ele abre a porta.


Cromwell rapidamente cumprimenta Ray.


"Bom dia, Ray! Por favor permita-me apresentar-me. Eu sou Detetive Timothy Cromwell," Suas palavras eram calculadas mas suaves. "Não se assuste, não vim lhe fazer mal," Cromwell declara com tranquilidade enquanto ele estende a mão. Ray recebe o gesto e retorna o sorriso.

"O que está acontecendo exatamente, detetive?", Ele reflete em voz alta. Ele pensou que seria o senhorio que iria se apresentar, não, um detetive.

"Bem Ray, Temo que irei precisar da sua ajuda hoje, e eu não sou o único."

"alguém está com problemas ?"

"Espero que não Ray, mas pode ser. O Sr. Gary Swier é seu amigo, correto?"

"Sim senhor, ja faz algum tempo. Está tudo bem com ele ?" A urgência e preocupação na voz de Ray eram inconfundíveis.

"Não tenha medo, ele está ... está muito bem no momento, mas há alguns que lhe desejam grandes danos. Espero que sua cooperação e informações acabem com seu esquema. Se você não estiver muito ocupado, por favor, ajude-nos e venha até a estação para responder a algumas perguntas

"Absolutamente! Só deixa desligar a TV e trancar a casa rapidinho. "Ray retorna ansiosamente ao apartamento apenas para reaparecer segundos depois, pronto para ir.

"Obrigado!" Cromwell exclama calorosamente enquanto eh seguido por Ray. Os dois descem as para o carro do detetive.


"Eu estive nisso por muito tempo para jogar isso de outra maneira", pensa Cromwell enquanto sorri e deixa Ray entrar no carro.


Detetive Cromwell leva Ray para a sala de interrogatório

"sente-se, eu já volto."

Ray se senta e espera. Apos aguardar por alguns momentos, Ray abaixa sua cabeça e começa a rezar, mas logo após começar, Cromwell retorna.

"Eu tive um começo difícil esta manhã, e ainda nem comi. tenho estado muito preocupado com essa coisa toda com o Gary,"
Cromwell pausa momentaneamente, "Mas agora nós podemos sentar e entender isso. Eu também trouxe um doughnut pra você, nós precisaremos da nossa energia. Este pode ser um longo dia. "Cromwell entrega a Ray o doughnut e um suco de laranja, então da uma mordida em seu próprio.

"Acabei de terminar o almoço, mas obrigado pela sobremesa. Passaram anos desde a ultima vez que comi um doughnut, detetive. Umm, o que está acontecendo com Gary então? "Ray pergunta enquanto ele abre seu suco de laranja.


"Espero que nada, mas eu tenho que planejar o pior por garantia. Eu odiaria não estar preparado e Gary acabaria sendo preso ou algo assim porque não tentei ajudá-lo. Você precisa de mais alguma coisa, Ray? Eu posso obter praticamente qualquer coisa se você quiser. "


"Não, está tudo bem. Esse doughnut já está ótimo. Obrigado. Eu só quero me concentrar em ajudar Gary agora. O que você precisa saber?"

"Bem, eu sei o que aconteceu todos esses anos atrás entre você e Gary, e eu sei o quanto ele está ajudando você. Eu acho que tudo isso é realmente ótimo. Talvez, se eu soubesse mais sobre você, esse seria um bom lugar para começar. Você obviamente viveu uma vida rara e interessante, Ray, mas como começou? Como era sua vida antes daquela noite? "

Ray mastiga seu doughnut um pouco mais e engole. Ele não tem certeza de como isso vai ajudar, mas ele gosta do detetive e joga junto.

"Não é nada bonito, com certeza. Minha vida doméstica sempre foi um desastre. Meu velho sempre foi um verdadeiro idiota para mim ... minha vida inteira. Eu sei que ele geralmente estava bêbado, mas que idiota. Ele também era tão malvado, e muitas vezes violento. Mamãe sempre teve muito medo dele pra dizer qualquer coisa, e quando emplicava comigo, ela geralmente simplesmente saia da sala e que ele viesse pra cima de mim. Eu o odiava tanto, eu só queria encontrar uma maneira de tirar a mãe de lá, mas ela teria ficado muito assustada para sair de qualquer jeito. Eu tentava não ficar muito em casa, mas odiava deixar a mãe lá sozinha com ele, mesmo que fosse só para ir à escola Tiveram algumas vezes que eu nao aguentava mais e acabava fugindo, mas ele sempre me encontrou e me arrastou de volta para casa. Por mais que ele odiasse me ter por perto ele certamente não me deixaria ficar em outro lugar. Eu simplesmente não conseguia sair de la.


“Sério?”


"Eu me sentia tão preso. A vida era uma batalha constante, e sentia que estava perdendo. Ainda não consigo entender como minha mãe conseguiu suportar isso ".

"Ray, isso é terrível! Eu pensei que poderia usar essa pergunta como apenas um pequeno quebra-gelo. "

Os olhos do detetive demonstra compaixão em Ray enquanto a conversa continua.

"Por que você não tentou fazer outra coisa sobre isso, Ray?"

"O que eu poderia fazer? Se eu ligasse para policiais ou serviços sociais, ele acabaria me trazendo de volta, ou iria descontar na minha mãe ".

"E quanto a escola? Como como foi?"

"Eu não sei. Eu conseguia todas as notas, bem, pelo menos eu passei tudo. Não consegui me formar, você sabe, mas consegui meu GED enquanto estava preso. Eu tinha alguns amigos e tal, mas ninguém tão próximo. Tentava escapar um pouco enquanto eu estava lá, mas nunca conseguia parar de pensar no que estava acontecendo em casa. Eu sempre pensei que voltaria para casa um dia e encontraria minha mãe morta, ou no hospital novamente, ou algo assim. Embora eu sempre gostei de esportes, eu nunca fui pra nenhum, principalmente porque mamãe teria que estar em casa sozinha com ele durante muito tempo. Suponho que meu velho nunca deixaria de qualquer jeito. Provavelmente custaria muito e me traria um pouco de felicidade ... "

"Uau, Ray, lamento ouvir isso. Onde era a casa dos seus pais nessa época? "

"No mesmo lugar que agora, 1748 Oak Street. Pequena casinha. Meu velho vive lá sozinho agora. Mamãe morreu pouco depois de eu ser preso. Tenho certeza de que o idiota me culpa e pensa que a matei. Não acredito que tenha feito isso enquanto vivesse com ele. Eles se casaram com 22 ou 23 anos quando morreu."

"Seu pai o visitou enquanto estava na prisão?"


"Não, nem ao menos uma única vez durante todo tempo que estive la. Na verdade o único visitante que já tive foi o Gary."


Ray faz uma pausa por um momento e depois acrescenta: "Não é como eu esperava que meu velho viesse me ver. Uma carta, tão fria como era, era mais do que eu esperava dele ".

"Ele te escreveu então, hein?" Cromwell escava mais fundo e prepara mais discussões sobre o assunto.

"Sim, apenas uma vez. Pouco depois do julgamento ter acabado. Tenho que admitir, fiquei um pouco excitado quando apareceu. Totalmente surpreso, mas um pouco excitado. Mas isso terminou abruptamente assim que eu abri. Aquele homem é tão nojento. A carta era curta, odiosa e direta ao ponto. Praticamente dizia que ele sempre soube que eu era um desperdício de espaço e completamente inútil. Agora que eu tinha provado o quão idiota eu era matando alguém, ele não falaria ou reconheceria minha existência de novo ... nunca mais. Para todos os fins práticos, eu estava morto e meu cadáver foi destituído. Ele acrescentou que ele não permitiria que mamãe me visse ou escrevesse, e que ela sabia que isso não faria bem a ela. Eu acho que todas as cartas dentro e fora da prisão são verificadas e lidas, então, uma vez que eu vi, fiquei um pouco surpreso com o fato de até mesmo me entregarem. Uma carta como essa pode realmente mexer com um homem ".

"Ray, eu não fazia ideia. Sinto muito mesmo por ter trazido isso. "


O rosto e os olhos de Cromwell estavam tão suaves, estavam quase derretendo com compaixão.


"está tudo bem. É a verdade e eu não posso muda-la. Tudo que posso fazer é aprender a aceitar com minhas orações e deixar isso no passado. Meus pais estavam envergonhados de mais para vir ao julgamento, então eu nem ao menos tive a chance de dizer adeus para mamãe. Foi o Gary que veio me contar que ela havia morrido. e temo que a próxima vez que verei meu pai será em seu funeral. É mesmo uma pena pois tem muita coisa que quero dizer a ele agora.

Ray olha para Cromwell, um pouco de lágrimas nos olhos.

"Eu o perdoei, e não tenho chance de mudá-lo, mas eu conheço aquele que pode. Eu só queria que ele pudesse me perdoar. Se Gary pode, por que ele não pode? Mas eu também sei essa resposta ".

"Quando você conheceu Gary então?"

"Eu acho que eu o vi na noite do acidente, mas não me lembro. A primeira vez que nos encontramos foi cerca de dois meses após eu receber minha sentença. Eu fui levado para receber uma visita, eu não tinha ideia do que esperar. Eu pensei que talvez minha mãe tivesse escapado, mas quando cheguei la era algum cara que eu não reconhecia, e não tinha ideia de quem era ele. eu Pensei que talvez fosse um reporter fazendo uma história ou algo assim, então lá estava o homem o qual eu havia matado a esposa, e ele sequer parecia com raiva."

Confuso, Cromwell pergunta "Quer dizer que você não o reconheceu do julgamento?"

Puzzled, Cromwell asks, “You mean you didn’t recognize him from the trial.”


"Gary nunca esteve lá"


"Sério, você matou a esposa dele e ele nem ao menos se incomoda em aparecer no Julgamento? Ele não queria ver você sendo preso?"

"Ele nunca me disse. Eu pensei que era estranho ele não estar lá, mas eu estava aliviado também. Depois de todos os filmes que você vê pessoas gritando e berrando com o acusado, eu estava provavelmente com mais medo de encarar ele. Alguns amigos e familiares da Julie com lágrimas e olhos ressentidos, mas Gary definitivamente não estava, ou eu o teria reconhecido quando ele veio.


Com um olhar peculiar em Ray, Cromwell muda a abordagem.

"Mas você deveria o ter reconhecido de quando planejaram o assassinato."


"O que?!?" Ray exclama, com olhos arregalados e desorientado.

"Ah, você não imaginava que eu sabia? Olha nós sabemos que a coisa toda foi planejada. esse é o problema em que seu bom amigo esta metido. você pagou pelo que fez, mas ele nunca pagou."

Inclinando-se para a frente, Cromwell acrescenta: "Mas é claro que você só foi acusado de homicídio veicular. Se eles soubessem que Gary contratou você para matar sua esposa, tenho certeza que você ainda estaria apodrecendo naquela sua velha gaiola.

"Detetive, eu não sei quem te disse isso, mas eles estão mentindo, "Ray declara com sinceridade." "Foi um acidente. Gary não teve nada haver com isso. Não existe possibilidade de eu matar alguém intencionalmente. Se houvesse, Meu velho teria partido a muito tempo atrás."

Ray esta desconcertado além da compreensão e tentando recapitular tudo que acabou de compartilhar. Porque ele co,partilhou tando da sua vida com esse detetive?

"Sério?!? Porque você simplesmente não o matou e ajudou sua mãe então?"

"Eu não conseguiria fazer isso. Não existe possibilidade de eu simplesmente matar alguém."


Com sarcasmo escorrendo de cada palavra, Cromwell responde: "Bem, eu acho que então tem que ser um acidente. Caso encerrado."


"Foi um acidente!" Ray Implora.

"Okay, certo! Você sabe o que eu faço para ganhar a vida? Eu sou o cara que pega os criminosos que se deslocaram pelas rachaduras; os caras que teriam se safado com isso, como você e Gary. É por isso que você está aqui, Ray. Eu percebi que Gary finge ter "perdoado" por ajudá-lo, mas estou realmente disposto a dar-lhe uma chance de perdão real ".

A dúvida é a única expressão no rosto de Ray enquanto ele responde lentamente.

"Eu não acho que você sabe alguma coisa sobre perdão, detetive. Já recebi perdão verdadeiro e duradouro. Essa é uma oferta que está aberta para você também ".

"Corta essa, Ray! Ao contrário de alguns, eu não fiz nada que precisa ser perdoado. Mas eu tenho uma boa oferta para você. Se você estivesser disposto a testemunhar contra Gary e admitir que ele criou o assassinato de sua esposa, provavelmente eu poderia obter a proteção da testemunha. Então você teria um apartamento e um carro ainda mais agradáveis do que aqueles Gary subornou você e você não teria que se preocupar em nunca mais em encarar ele ou seu pai ".

Cromwell começou a enunciar o primeiro nome do Sr. Swier e inflar um tom depreciativo para ele. Se ele vai plantar as sementes desejadas dentro do subconsciente de Ray ou não continua ainda para ser descoberto. Mas o detetive sabe que não pode doer, especialmente porque deve ajudar com o que está por vir.

"Gary é provavelmente o único amigo verdadeiro eu tive. Não existe possibilidade de que eu minta para coloca-lo em problemas, não importa o que me ofereça."

"Whoa, espere um minuto. Ray, estou tentando ajudá-lo aqui. Gary não é o único em sérios problemas. Você está no mesmo barco!Se ele cair, você vai com ele. Você só tem uma saída ; coopere conosco e coloque Gary onde ele merece estar. Eu não estou pedindo que você minta, eu estou pedindo que você deixe de viver a mentira. Deixe a verdade libertá-lo, certo?"

"A verdade Real já me libertou, Detetive, e a Gary também. Ele não fez nada errado, e você não pode prova o contrário."


"Falando em verdade, você sabe que 'Gary' não é o nome verdadeiro do Sr. Swier, certo? Esse é apenas um apelido que ele usa agora. É meio difícil confiar em um homem que vive uma mentira, que finge ser seu amigo e nem sequer é honesto com você, hein, Ray?"


O detetive Cromwell joga friamente outro carta. Derrubar o Sr. Swier lhe trará ambos prazer e a justiça ...

Ray parece completamente desconcertado.

"Eu não sei nada sobre isso, detetive, mas Gary é um homem honesto e um amigo de verdade!"

"Ray, você me disse que não apareceu para o julgamento. Quem faz isso? Um homem que se alegra de que sua esposa esteja morta, é quem faz. Gary estava bravo com você? Ele se quer agiu com raiva de você? "

"Não, ele não agiu. Ele me perdoou."

"Raio! Você não pode ver o que está acontecendo? Claro que ele não está com raiva, você deu o que ele queria, liberdade de seu casamento. Ele não tem motivos para perdoá-lo. Na verdade, ele deveria agradecer-lhe. Espera! Espera um minuto ... é exatamente o que ele tem feito, não é, Ray?"

Ray balança a cabeça e olha para longe: "Não, ele é apenas um bom amigo. Ele realmente se preocupa comigo e quer me ajudar. Ele sabe que ninguém mais irá. Não é como se o meu velho me deixasse viver em um dos seus quartos vazios ou qualquer coisa."

"Bem, esse é o outro recurso do acordo que eu estou lhe oferecendo. Raio. Seu pai nunca poderia encontrá-lo. Podemos escondê-lo, e protegê-lo. Você sabe que ele nunca deixaria você sozinho antes. Quanto tempo será até que ele descubra que você está fora, muda de idéia e coloca você sob seu controle novamente? Quanto tempo você vai deixar que ele abuse de você? Me ajuda a te ajudar!"

Cromwell está quase gritando com Ray agora.

"Esse abuso terminou, está acabado e perdoado. Ele não pode me controlar agora, mesmo que ele quisesse".

"Certo. E eu tenho certeza que ele nem vai tentar, hein? É realmente um risco que você deseja correr?"

"Isso está nas mãos do Senhor, certo? Se ele tentar entrar em contato comigo, isso seria ótimo, como eu disse, tenho muito que quero compartilhar com ele ".


"Você não vai pelo menos fazê-lo para ajudar Julie então? Seu marido a matou, cara, e você fez isso!Ajude a afastá-lo, deixe a justiça ser servida".


Os apelos que Cromwell podia fazer eram quase infinitos, e até agora Ray não pensou em pedir para sair. Felizmente, o detetive o manteve bastante preocupado e distraído. Ele se tornou um profissional em jogar em cada ângulo nessas situações, daí a falta de necessidade de outro oficial para a rotina de "boa detetive, mau detetive" . Sim, Cromwell pode lidar com isso muito bem por conta própria, e esses caras são todos palhaços de qualquer maneira.

"Já lhe disse, Gary não teve nada para a morte de Julie", continua Ray. "Isso foi um acidente, pelo qual eu já paguei!"

"Basta olhar para a evidência! Gary não se incomodou em vir ao julgamento, não é? "

"Não," Ray admite

"E ele tem agido com alguma raiva com você?"

"Não, mas isso é porque Jesus o ajudou a perdoar, consegue ver..."

"Não! Eu não vejo! Você vê Jesus?!?!?" Cromwell o interrompe. "Não faz sentido Ray. Já alguma vez estiveste apaixonado? Verdadeiramente, loucamente, profundamente, intensamente apaixonado?"

Cromwell está de pé agora e olhando fortemente para Ray. Ele faz uma pausa, respira profundamente e aguarda uma resposta.

"Uma vez, há muito tempo", Ray responde timidamente, parecendo assustado e preocupado.

"Bem, vamos fingir que esse amor durou. Continuou a crescer e florescer, desenvolver e amadurecer. Vamos fingir que vocês dois se casaram e que ela era a melhor esposa que você poderia imaginar e um companheiro mais gratificante do que você poderia ter sonhado. Então, alguém a matou, e tirou a maior parte de sua vida de você para sempre. PARA SEMPRE, RAY! Como você se sentiria com o homem que fez isso?"

"Honestamente, espero que eu possa perdoar e mostrar-lhe o amor de Deus".

"Eu não perguntei o que você espera, eu perguntei como você se sentiria, mas você não pretende admitir não pe mesmo? Você sabe que você sentiria vontade de estrangula-lo. você iria querer ele morto e ela de volta, mas como você sabe que ela não irá voltar, você se contentaria em vê-lo morto, não é mesmo? se descobrissem o culpado, você iria querer vingança! Admita Ray, essa é a resposta apropriada. Não uma Esperança religiosa despreocupada como 'a terra de fazer crer' mas uma resposta humana real normal. Você quer justiça, mas Gary não. Só há uma explicação para isso, se vocês dois planejaram ou não, ele a queria morta. Ele a queria fora de sua vida, e você deu isso a ele. Ele ja o agradeceu?"

"Não pelo que aconteceu aquela noite, Detetive."

"Mas ele mostrou seu apreço pelo que você fez visitando você na prisão o tempo todo, certo?"

"Gary visitou, e às vezes muitas vezes, mas não acredito que seja uma gratidão por matar sua esposa. Sério, detetive. "


Cromwell franziu a testa: "Estou falando sério! Sim, você acredita, mas você pode acreditar errado, Ray. Seriamente errado! E quanto a todos os presentes? Não faz sentido. Você sabe que pagou o aluguel nesse apartamento por um ano inteiro, não é? Apenas quanto seguro de vida ele teve nela? "


"Honestamente, ele nunca mencionou isso, mas ele certamente não estava agindo como se ele tivesse ganhado a loteria! Ele está apenas me ajudando. Pode ser de uma maneira extremamente generosa e estranha, mas ele está apenas me ajudando. Não me agradecendo ou me pagando, mas me ajudando, detetive. "

A conversa faz uma pausa. Ray parece completamente desconcertado pelas acusações. Cromwell parece acomodado, em um profundo pensamento. De repente, suas sobrancelhas aumentam e ele sorri.

"O Gary é casado?" Ele examina enquanto continua a ironizar o apelido do Sr. Swier.

"Ele era, lembra? Mas agora ele é viúvo."


"Então ele nunca se casou?"


"Não"

"Vamos lá, cara! Isso soa como um cara que pensou que o casamento era uma boa idéia? Se ele queria uma esposa, então por que ele passou a última década sozinho e solteiro? Ele obviamente percebeu seu erro, e você deu uma saída. Mesmo que Gary não tenha conversado com você para matar sua esposa, ele a queria morta e ele está feliz que ela tenha ido embora. Você não vai, pelo menos, admitir isso?"

"Eu acho que eu entendo como você poderia assumir dessa maneira, mas ..."

"Mas o que?!? É óbvio, Ray! Admita! "Cromwell grita.

"Só Não é verdade!" Ray grita de volta.

Cromwell faz uma pausa, leva apenas um momento para ele recuperar a compostura.

"Ray, não vou te cobrar nada agora. Eu odiaria que você perca sua única chance apenas porque você ser teimoso. Tenho certeza de que você não precisa se lembrar de quão terrível foi na prisão, e depois de um sopro de ar fresco, eu odiaria mandá-lo de volta por cinco ou seis vezes o tempo imediatamente. Eu vou liberá-lo e deixar você pensar sobre isso. Você deve perceber que você tem poucas opções, então pense nisso ".

Cromwell caminha por trás de Ray e lhe da tapinhas nas de costas de forma reconfortante. detetive bom.


"Você só terá essa chance, e então acabou.Para ambos, Ray. "


Cromwell aperta o ombro de Ray com força, a mão ainda descansando e tenta cavar as unhas na pele sob a camisa de Ray. Ray winces. Detetive mau. Cromwell se inclina e começa a sussurrar

"De qualquer forma Gary irá pagar por isso. Se você acha que já pagou o suficiente, vamos entrar em um acordo, mas se você quiser manter Gary como sua companhia e mostrar as cordas na prisão, é sua escolha. Então você poderáajuda-lo, e agradece-lo por tudo que ele fez. Eu não sugeriria que falasse com Gary sobre nossa conversa aqui também. Ele ja deixou que levasse a culpa uma vez antes. É hora de começar a pensar em você e em seu próprio bem estar. Gary já se livrou de você de qualquer forma. Ele a queria morta e você forneceu isso pra ele, e ainda assim ele apenas lhe dará um carro usado e um apartamento minúsculo. Muitas pessoas pagariam a você muito mais que isso. Até que eu saiba de que lado você está, Eu preferiria não ser visto passeando com você, então aqui tem vinte pro táxi."

Cromwell libera seu aperto e contorna a mesa. Ele olha severamente para Ray e tira uma nota amassada do bolso, deixando-a cair sobre a mesa. Ele tira um cartão de visita o atira na cabeça de Ray. acertando ele na bochecha antes de cair sobre a mesa.

"É só isso, digo negócios, Cromwell sorri pelo trocadilho." Me ligue em breve ou eu devo precisar trazer vocês dois. Foi um prazer conhece-lo, Ray espero que você seja mais esperto do que tem agido.


FIM DO CAPÍTULO 7

Capítulo 8

Traduzido por @raphavongal.




Essa é uma séria original do @papa-pepper. Para acessar o post original em inglês

This is a @papa-pepper's Original Series. to access the original english post

CLIQUE AQUI!

Click Here

Essa série está sendo traduzida para o português via Operation Translate em parceria por @andyluy, @raphavongal, @lpessin.

PARA LER OS CAPÍTULOS ANTERIORES, CLIQUE ABAIXO:


Ps: Lembre-se por apenas clicar no botão resteem você estará dando um suporte incrível para bons autores e produtores de conteúdo para que eles continuem fazendo seu bom trabalho. Então não hesite em compartilhar ou mesmo fazer um post sobre ligando-o ao bom conteúdo que você encontrou, compartilhe isso com seus Irmãos e Irmãs do Steemit! ^^



Obrigado por ler meu post!

Eu sou @andyluy um Brasileiro desempregado Estudante da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, calouro em criptomoedas e moro em RJ capital, amo fazer novos amigos, viajar pelo mundo, tendo aventuras e acredito que Steemit pode me ajudar a juntar 20.000 $ para realizar meu sonho de vida de continuar meus estudos no Japão!

Eu pretendo postar sobre experiencias incríveis das quais tenho passado, e espero que logo esteja compartilhando com você minhas novas aventuras!

Você está convidado para me seguir e ser meu minha companhia nelas! \o/\o/\o/

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

realy mind touch post tnx for share.

·
·
·

sneaky-ninja-sword-small.jpg Sneaky Ninja Attack!! You have been defended with a 50.00 % upvote! To help keep my Jōki (蒸気) power strong I rely on the townspeople of Sōsharumedia (ソーシャルメディア). I was summoned by: @andyluy. I have done their bidding and now I will vanish... woosh

Hey parceiro, nice work!!1 tamo junto ;-)

This post has received a 83.33 % upvote from @khoa

thanks to: @andyluy.@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@SEND ANY AMOUNT TO GET UP VOTE

sneaky-ninja-sword-small.jpg
Sneaky Ninja attack!
You have been defended!

3.93...

To help keep my Jōki (蒸気) power strong, I rely on the support of my fellow #thealliance brethren.

When able, please upvote my attacks so that I may stay mighty and continue to defend and protect our beloved team!

woosh