#DICIONÁRIO DA MÚSICA# - Sangre Cavallum

in ptmusic •  4 months ago

174bd5d8b0274026bc2b262d94de66d0.jpg

Na última ocasião, falei da banda galega Sangre de Muerdago e hoje venho falar sobre outra banda galega: Sangre Cavallum. A semelhança entre os nomes, ambos carregando sangre, ou sangue, parece indicar uma origem em comum, o que não é de todo errado. Ambos os projetos são pertencentes ao gênero Neofolk e trazem consigo a carga cultural galega. No entanto, Sangre Cavallum, que faz referência à Sangue do Rio Cavalum, que é um rio do norte de Portugal, não é uma banda da Galiza pertencente à Espanha, mas da parte setentrional portuguesa, que recebe igual influência celta e possui muita proximidade com o mundo galaico.

A banda é formada por B. Ardo, Corinna Ardo,Jorge Ricardo, R. Coutinho, A. Rangel e Emanuel Melo da Cunha, com participações de Gerhard e teve início em 1997, tendo lançado o primeiro álbum, Alborada do Douro – Cantares da Terra Castreja, em 1998. Em 2004 lançaria Barbara Carmina, em 2006 Pátria Granítica e um split intitulado Barco do Vinho com a banda austríaca Allerseelen e, por fim, em 2007 lançaria Veleno de Teixo. Desde então, a banda só fez participações e lançou compilações.

Um dos princípios da banda reside na necessidade vista em cantar a Callaecia (ou Gallaecia, região que compreende toda a área de influência galega no noroeste ibérico, ultrapassando as fronteiras de Portugal e de Espanha). Trata-se de cantar a terra deles e suas tradições, tanto que a banda usa de instrumentos tradicionais em um sentido de luta espiritual que diz respeito a criar a própria música, tradicional ao lado de elementos modernos (ou seja, * ** Neofolk** *) sem vassalagens às imposições culturais (o genocídio cultural das sociedades modernas).

de75afaf11be48bebdc167655cf2b089.jpg

As influências da banda vão do Neofolk (Death in June, Sol Invictus e Joy of Life), Post-Punk *(And Also the Trees, Joy Division e Bauhaus) até a música tradicional feita pelos gaiteiros mirandeses e outras manifestações culturais tradicionais presentes na vida rural do norte português. A influência folclórica desses elementos regionais acabaria sendo a mais marcante na sonoridade.

Em suma, os temas que a banda aborda são cultura galega (uma espécie de pan-galegismo), paganismo, vida rural, tradições antigas, espiritualidade e aversão a alguns elementos da modernidade.

Algumas músicas (não consegui achar as letras da maioria, infelizmente):


Aqui se trata da noite de solstício, ocasião que é tida como sagrada pelos pagãos. O solstício marca a passagem do outono para o inverno ou da primavera para o verão. Para os pagãos, essas ocasiões revestem o mundo de mágica e influência dos seus deuses


Infelizmente, não consegui achar letras dessa canção, mas a aprecio


Essa possui, pelo que entendo (me corrijam caso errado, galegos e ibéricos em geral), um conteúdo mais político, falando do que limita o Norte de Portugal com a Galiza espanhola, acreditando que a origem cultural das duas regiões ultrapassam divisões políticas. Fala que o Minho (região de Portugal) não é uma fronteira, mas uma bandeira.

Sei que não é o tipo de música que agrada a todos os gostos, mas vale a curiosidade. Eu, como descendente de portugueses, aprecio muito essa cultura, pois grande parte dos imigrantes portugueses veio para o Brasil dessas regiões mais ao norte, assim como os espanhóis que vieram ao Brasil vieram em boa parte da Galiza. A nossa cultura está interligada por elos quase sumidos no tempo, mas que existem. Quando ouço essas músicas e a gaita de foles galega, sinto-me mais perto de uma raiz antiga, íbero-celta que me vem desde distantes ancestrais.

divider-1024.png

DQmb_Mye3soh_K3q_ZQw6k7b_Nd_Gik4_Qxp_Xw_Eemh_QFr7w4cw6na.jpg
CONFIRA TODAS AS BANDAS DO NOSSO DICIONÁRIO DA MÚSICA AQUI

divider-1024.png

Referências
Imagem 1
Imagem 2
Fonte 1
Fonte 2

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

This post has been voted on from MSP3K courtesy of @thomashblum from the Minnow Support Project ( @minnowsupport ).

Bots Information:

Join the P.A.L. Discord | Check out MSPSteem | Listen to MSP-Waves

Upvoted em nome do Time de Curadoria dropahead!

Obrigado por seguir as regras.

AVISO: O time de curadoria dropahead não, necessariamente, compartilha das opiniões expressadas neste artigo, mas acredita que o esforço e contribuição do autor merecem melhor recompensa e visibilidade.

Ajude-nos a te dar upvotes maiores:

Upvote este comentário!
Upvote & Resteem o último Relatório de Curadoria dropahead!
Junte-se a Trail de Curadoria dropahead
para maximizar suas recompensas de curadoria!
Vote dropahead Witness com SteemConnect
Proxy vote dropahead Witness
com SteemConnect
Doe STEEM POWER para @dropahead
12.5SP, 25SP, 50SP, 100SP, 250SP, 500SP, 1000SP
Faça o mencionado acima e nós teremos mais STEEM POWER para dar a VOCÊ maiores rempensas da próxima vez!

Novidades dropahead: How to give back to the dropahead Project in 15 seconds or less

Mais uma vez um ótimo artigo para o projeto! Engraçado que quando baixei o Sangre Cavallum pensando ser a outra Sangre, achei um album muito obscuro, quase assustador de ouvir, acabei perdendo na formatação, mas vou re-ouvir os dois com atenção logo que possível. Assim como você, teho grande apreço pela cultura portuguesa/gaélica/etc, apesar de nenhum conhecimento de minha parte. Então é sempre bem vindo suas dicas musicais. Melhor ainda saber que está trazendo esse conteúdo para a blockchain, deixando-a perpétua na rede e encontrável pelo google, quem sabe atraia galegos neofolks para cá. Uma nova terra virtual do neofolk seria muito bem vinda, haha!
O desafio vai ser encontrar uma banda neolfolk por país/região que fale em pt e variantes da lingua! hehe!

·

Pois é, eu imaginei que você poderia ter baixado o Cavallum ao invés do Muerdago. O Cavallum tem mesmo mais obscuridade, mas entre as músicas quase experimentais e "pesadas", há aquelas incríveis que parecem respirar o solo português. Uma coisa bem freqüente é a ideia da "Pátria Granítica", que faz alusão às "antas" (menires, dólmens) que estão espalhados por território português, legado dos antigos povos que viviam por lá. A música deles também parece refletir essa coisa do solo e da pedra, de algo primordial e não feito somente para "soar bonito". Parece mais real.
Espero que goste!

Seria muito bacana atrair mais gente que aprecia esse gênero para cá hahahha

Parabéns, seu post foi selecionado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg

Congratulations! This post has been upvoted from the communal account, @minnowsupport, by flaviusbusck from the Minnow Support Project. It's a witness project run by aggroed, ausbitbank, teamsteem, theprophet0, someguy123, neoxian, followbtcnews, and netuoso. The goal is to help Steemit grow by supporting Minnows. Please find us at the Peace, Abundance, and Liberty Network (PALnet) Discord Channel. It's a completely public and open space to all members of the Steemit community who voluntarily choose to be there.

If you would like to delegate to the Minnow Support Project you can do so by clicking on the following links: 50SP, 100SP, 250SP, 500SP, 1000SP, 5000SP.
Be sure to leave at least 50SP undelegated on your account.

Parabéns cara e obrigado por me apresentar mais uma banda que particularmente não conhecia, gostei bastante dessa daí. Espero que me apresente mais dessas bandas eu gosto muito de ouvir sons novos.

Parabéns! Seu post foi lido e comentado pelo projeto #ptgram power.

Equipe SteemitBrasil - https://t.me/steemitbrasil e #ptgram