Hierarquia, Regras Sociais, Influência, Conformidade e Obediência

in psychology •  2 years ago  (edited)

Hierarquia, Regras Sociais, Influência, Conformidade e Obediência

Toda a minha juventude vivi sob um regime fascista-colonialista e era um espírito inconformista e livre e não posso ser controlado por regras convencionais tendo sempre agido pelas minhas próprias convições e escolhas centradas em Valores Humanos acima da Materialidade.

police.jpg
Foto de Spenser H em Unsplash
Mussolini foi o primeiro fascista que celebrou o casamento de políticos e empresas, ressuscitados hoje na "Porta Rotativa" controlando os media e o capitalismo selvagem com uma falsa globalização que reforça a concentração de poder da "Máquina" sobre a vontade das pessoas.

Não é de admirar que, ultimamente, as figuras fascistas "ecléticas" mais eleitas na política sejam empresários poderosos e ricos envolvidos em negócios como de costume.
Há um aumento nas novas ideologias extremistas que estão a ganhar eleições e apoio popular em todo o mundo, como por exemplo Trump, Le Pen, Erdogan, Neocons, Norbert Hofer na Aústria que quer por armas nas mãos das pessoas para se defender dos refugiados, o anti-islamista Geert Wilders na Holanda, Frauke Petry na Alemanha, o anti-imigrantes Jimmie Akesson na Suécia, Andrej Babis, milionário dos Media, conhecido como o "Trump" da Checoslováquia, e a lista continua.

Os grupos tendem a gerar unanimidade entre as pessoas, fazendo com que as pessoas partilhem as "mesmas" opiniões e crenças, tornando mais fácil expressar suas idéias.
A força da conformidade é mais forte quando expressamos as nossas opiniões em público e a nossa resistência á influência normativa do grupo é maior em privacidade, como quando votamos.
Os grupos são importantes para as pessoas, porque pertencer ao grupo implica que o indivíduo, tem que adotar comportamentos, normas e valores do grupo.
A falta de auto-estima normalmente associada a pouca autonomia parece estar correlacionada com o grau de conformismo de uma pessoa porque essas personagens dependem menos das suas opiniões e julgamentos e tendem a seguir as pessoas com mais auto-suficiência ou autonomia.

O conformismo está muito relacionado com conservadorismo atual, com a propaganda e com a censura.
A relação entre sistemas centralizados de negócios e organizações governamentais, justiça, serviços e media são agora é uma "Grande Fraternidade" contra a autonomia e uma vontade educada e liberada dos cidadãos.
A escalada do perfil de liderança tipo fascista e o surgimento de comportamentos e ideais conservadores, com ditadura e propaganda para promover o comportamento em massa, fazendo com que as pessoas se adaptem ao ponto de vista do Poder.
A sociedade atual está a tornar-se principalmente conformista e tem a sua raiz nas pessoas que imitam os comportamentos dominantes, bem como as forças do sistema que as modelam.
Na sociedade de hoje , o conformismo está a transformar-se num comportamento de massas com zero de tolerância social a idéias ou comportamentos dissidentes ou desviantes.

Os comportamentos ou grupos de dissidência hoje são usados ​​pelo poder para agregar uma maioria inflamada pelo medo e pelo ódio para controlar os seus destinos usando como bodes expiatórios grupos exteriores.
Portanto para o conformista não se vê como pessoa em interação que troca influência e idéias, ele vê a sociedade como leis, regras ou instituições com que todos se devem onformar e tendem a seguir ditadores "benevolentes".
O conformista obriga as outras pessoas a respeitar as regras que ele já conhece e interiorizou como "normal".
A mudança é o pior inimigo dos conformistas e faz com que eles sintam todo o comportamento desviante como uma ameaça à sua sensação de segurança.

O anti-conformista é uma pessoa autónoma e crítica independente e normalmente está por trás da inovação e da criatividade e muitas das vezes da liberdade.
Parece que uma educação muito repressiva por uma família com normas rígidas e uma dominação fascista do Estado ajuda ao crescimento do caráter conformista e uma família dialogante e realmente democrática pode ser a semente para um comportamento construtivo e inovador anticonformista.

Alguns anti-conformistas que devemos conhecer

As pessoas devem ler o livro "O Conformista" de Alberto Moravia que ajudou depois de o escrever a entender como o poder fascista constrói um conformista.
Uma citação do livro de Alberto Moravia - O Conformista:
"Marcello gasta toda a novela na busca do que ele percebe ser uma vida normal - atividades normais, aparência normal, emoções normais, etc.". No entanto, ele confunde a normalidade com a conformidade, e na sua busca de conformar, subjuga as suas emoções já reprimidas. Quando o curso natural de sua vida lhe apresenta dilemas éticos - a tarefa de trair o professor Quadri, sua atração pelas mulheres além de sua esposa - ele está mal preparado para lidar com eles ... "Fonte: Wikipedia sobre Alberto Moravia.
Moravia escreveu este livro durante o surgimento do fascismo na Itália e só depois de alguns anos descobriu que o livro era sobre os efeitos do fascismo na sua personalidade construindo conformidade e tentando eliminar a autonomia na sua mente durante esse tempo.

O filme mais difícil de ver e entender é o "Saló, 120 dias de Sodoma" de Pier Paolo Pasolini, que é a expressão de como atua a psicologia de massas do fascismo e mostra a relação entre ditadura, corrupção, abuso de poder, sadismo, perversão e sexualidade para interiorizar e estabelecer o conformismo na juventude.

Wilhelm Reich escreveu um livro interessante chamado "Psicologia de Massas do Fascismo" que deveria ser trazido à luz novamente porque era uma previsão do sinal dos tempos de hoje. Para ele fascistas e bolcheviques "fascistas vermelhos", eram o mesmo.

"Tem que renovar todo o seu modo de pensar para que não pense do ponto de vista do Estado e da Cultura, mas do ponto de vista do que as pessoas precisam e do que sofrem. Então organizamos as instituições sociais em conformidade" - Wilhelm Reich

O livro é sobre como as pessoas vão contra seus interesses quando as massas são orientadas para o autoritarismo através da educação infantil política.
Começa com a pequena ditadura da família e posteriormente do Estado que prepara as crianças para o próximo sistema autoritário geral quando forem adultos.
A repressão e o controle dessas estruturas são construídos com base na inibição sexual, ansiedade e resultam num escudo do personagem (nas suas palavras "Armadura Muscular" ou "Blindagem de Caráter") no nosso corpo pelas posições e suas expressões que é representada pelo nosso comportamento diário.

Referências:

Walter Benjamin - Overpowering Conformism- Esther Leslie
Alberto Oliverio - How is a Conformist Born - 1985

Alberto Moravia - Wikipedia

Wilhelm Reich na Wikipedia
Introdução à Psicologia Política de Wilhelm Reich
Introdução ao Pensamento Reichiano: Uma visão energética da clínica
Ler o Livro : Psicologia de massas do Fascismo por Wilhelm Reich
Pier Paolo Pasolini
Pier Paolo Pasolini - Wikipedia
Análise do filme Salò
Youtube Trailer do filme "Saló, 120 days of Sodom"

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Eu diria que o problema é justamente da estrutura que está acima dessas ideologias tanto à direita, como à esquerda, que é o estado. O nosso maior inimigo é ele, mas poucos conseguem enxergar isso e fica cada um "vendendo o seu peixe" dizendo que o seu é que bom e o dos outros é que é ruim. Essa discussão é mais profunda :) Grande abraço!

É verdade Santana.!
Mesmo no blockchain muitas pessoas que advogam a descentralização são admiradores, consciente ou inconscientemente, das figuras politicas centralizadas como Trump e outros.
Direita e esquerda ou o que eu chamo o indidualismo e coletivismo não percebem que ambos estão voltados para haver estruturas centralizadas do poder e são falasas posições ideológicas.
Indivualismo e coletivismo poderiam ser ambos integravéis se forem exercidos em sistemas descentralizados.
Vou explicar isto melhor num dos meus próximos posts.

Bom texto, eu diria que é necessário mover as massas e estar atento ao novo liberalismo escondido na social-democracia.
É necessário educar as crianças para prepara-las para o futuro.
“Salazar para saber o que se passava no país perguntava aos seus conselheiros (PIDE) como estava a viver o povo, estes respondiam que estava tudo bem, para confirmar a veracidade compravas os jornais para ler mas esquecia-se era que os jornais tinham passado pelo crivo da censura (PIDE) então estava tudo normal”.

O liberalismo ou individualismo ao ser exercido em estruturas centralizadas, levam sempre á corrupção e ao interesse próprio ou de lobby.
O invidualismo mostra-se no estado atual das coisas.
Tive a oportunidade de ler todos os arquivos da Pide durante 4 anos e eles nunca faziam chegar ao conhecimento do Salazar as tropelias que faziam para manter o regime. deixando-o sempre com as mãos limpas do sangue da repressão e a sentir-se sempre um "santo."
Um fascista sem a visão do mal que provocava.
Ele desconhecia mesmo o que se passava por trás das cortinas e ele próprio era vigiado pela Pide/Dgs.
Ele apenas se via como um economista brilhante que poupava dinheiro ao País e era um "forreta" que morreu, mesmo tendo sido avisado pela sua "Governanta" que tinha de gastar dinheiro numa nova cadeira, vitima da sua própria filosofia.
Irónico que ele tenha morrido por insistir poupar dinheiro numa fatídica cadeira.

@charlie777pt, Parabéns! O teu post foi votado e resteem pelo Projeto Camões!

camoes sign 2.gif

PROJETO CAMÕES - LÍNGUA PORTUGUESA NO STEEMIT

Muito obrigado é uma grande honra receber motivação de quem está mesmo voltado para a produção de conteúdos valorizadores do Steemit.
E força pois há poucos projetos no Steemit que não ponham o valor humano acima do valor material.
Posts premiados por contrato ou pagamento destroem o futuro desta comunidade, pois os maus conteúdos são potes de mel sem mel.

Eu penso que, acima de tudo, há uma crise de valores instalada e a necessidade premente de uma nova revolução das ideias. A sociedade de hoje está obsoleta e é necessário uma mudança de paradigma que passa por movimentos de cidadania ativa e de responsabilização dos mais fortes. As ferramentas já existem, cada vez há mais tecnologia e homens e mulheres preparados intelectualmente. Como tu dizes lá mais abaixo nos comentários, só a solidariedade pode ser a sinergia congregadora para construirmos um planeta mais próspero ( e eu diria, mais humanista), e acabar com a passividade ego(t)ista de hoje.

Obrigado pelo comentário enriquecedor.:)
Vamos ver se o blockchain e a descentralização põe os valores humanos acima dos materiais, pois parece ser a única saída para a Humanidade.
O problema da sociedade é a convergência para massificar formas conformistas de praxis (atuação social) em casa, nas escolas e empregos, incentivando um individualismo egoísta e uma total falta de solidariedade.

Mas compete-nos, enquanto educadores, reverter isso no nosso pequeno mundo. Lançar sementes. Pode ser idealista mas não há outra forma. E dar mundo aos nossos, mostra-lhes o valor da solidariedade e da compaixão. Acreditar, sempre!

Tantas ideias num só texto, apesar de o foco ser, pelo que entendi sobre a autoridade, os executores dessa autoridade e o deposito de "confiança" das massas sobre esses agentes. Eu diria que o problema está no reconhecimento dessa autoridade, ou da atribuição dessa autoridade a alguém. As massas entregam-se aos lideres e instituições, depois de os individuos se entregarem às massas. Ou seja, o individuo, em detrimento da sua versão pura sobre o mundo, entrega-se ao grupo que, por sua vez, tendo a sua versão sido uniformizada, se entrega novamente ao individuo. Este último conduzindo o grupo a agir segundo os interesses da sua versão sobre a realidade. Agora, os interesses podem ser vários mas estão quase sempre ligados a ideologias que centralizam o poder e os recursos económicos. Uma versão muito paternalista esta. Prefirimos ser governados a sermos nós a governar-nos...

A história da Humanidade é a história do conformismo.
As maiores tropelias e violências foram cometidas porque as pessoas se conformam e são atores passivos da injustiça e portanto cúmplices dos crimes.

  ·  2 years ago (edited)

Meu caro amigo, o teu post é tão profundo e com tanto para comentar e trocar impressões que vou só prenunciar-me sobre dois pequenos aspectos:
O conformismo instalado, para além de muitos e profundos factores prende-se, do meu ponto de visto, com a instrução e educação reinante nos nossos dias. Refiro-me especificamente ao individualismo cada vez mais enraizado nas nossas sociedades. A palavra solidariedade deixou de existir dando lugar a uma uma luta diária pelo ser "o melhor aluno" o " melhor trabalhador" sem se olhar a meios e desaparecendo por completo o espírito de entreajuda. Para muita gente esta questão parece não ter grande significado mas para mim é este individualismo e ausência de solidariedade o cerne da questão.
Solidariedade e entreajuda não são palavras ocas. São palavras com ideologia, e é com essa ideologia que os "senhores deste mundo" querem acabar.

Meu caro quanto ao "Saló, 120 days of Sodom" vi quando tinha 17 anos, como deves imaginar na altura foi difícil para mim dirigir um filme com tamanha violência. Só anos mais tarde consegui entender e digerir a mensagem do Pier Paolo Pasolini.
Vamos continuando as nossas "conversas".
Beijinhos!

Engraçado também tentei ver aos 17 anos pela primeira vez, mas confesso que desviei a cara do ecrã muitas vezes e só 4 anos mais consegui vê-lo todo.
Exatamente o problema da solidadriedade, que é um dinossauro em extinção e devia ser o elemento aglutinador para as pessoas sobreviverem á atual situação do Mundo.
Talvez o blockchain de certa forma a possa vir a ressuscitar.
O meu próximo post é exatamente sobre as personalidades geradas pelo exercício do Poder atual através da conformidade.
Só a solidariedade pode ser a sinergia congregadora para construirmos um planeta mais próspero, e acabar com a passividade egotista de hoje.(Não quero ver nada e não posso fazer nada)

upvote behind yes