You are viewing a single comment's thread from:

RE: O sentido da razão - Uma resenha sobre S. Freud e a Teoria Psicanalítica

in #education2 years ago

Excelente postagem, obrigado por compartilhar.
Mas me corrija se estiver errado, um dos maiores problemas de Freud foi ter forjado dados em suas pesquisas, correto? Graças a isso atualmente, a psicanálise é tida como uma pseudociência?
Particularmente gosto de Freud, mas gosto quando ele escreve acerca de contexto histórico, seja religioso ou sociedade como um todo, mas sou meio cético quando generaliza todo o problema da mente humana a uma única causa, pois acredito na subjetividade,.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Sort:  

Obrigado @antigourmet! É uma boa questão. Deve-se levar em conta qual argumentação se usa para sustentar essa perspectiva de forjar dados. Como Freud trouxe há muitos preconceitos sobre a teoria psicanalítica. Acredito que seja por não entender a função da Teoria, pela mistura de diferentes linguagens, e pela função que cada um exerce com o saber. Freud chamava a Psicanálise de "Ciência filosófica", termo que é controverso diante do que se entende por ciência contemporânea. Por inaugurar uma nova vertente de estudo, teve muitas limitações e pressupostos trabalhados com melhores fundamentos posteriormente.O saber da medicina se sustenta a partir do empirismo, mas deve-se utilizar uma lógica para construí-lo, sendo a partir da experiência e não só das ideias. Se cada experiência é única, já que cada ser humano é único em sua singularidade, buscar padrões em comum a partir da clínica no início do século XX foi um desafio. A ciência médica atual trabalha a partir de evidências, traz um novo padrão também pelas tecnologias, mas também é uma questão de como as evidências do passado e em grupos pequenos devem nos servir. Freud diversas vezes reclamou de falta de apoio, praticamente o fez sozinho, enfatizando que quem visse depois teria mais possibilidades mesmo se seu trabalho não estivesse correto. Os extremos do positivismo que se faz o conhecimento pós moderno tem dificuldade em entender que nada se faz sem ser crítico, sem pensar. A psicanálise vem a ser uma ramificação da epistemologia, e não ciência. A filosofia é a base da ciência, isso que Freud voltou a nos lembrar, e nem todo cientista gosta ou concorda com isso. A teoria avançou bastante posteriormente. Fica o mérito de quem se arriscou a trazer novas direções no tempo que o organismo científico, com boas descobertas, nos afastava do ser humano, como hoje. Não sei se complementei sua questão, acabei discorrendo demais...kkk... Freud nos faz retornar a olhar o subjetivo, e nos da um caminho para compreende-lo. Estamos nesse caminho até hoje, e continuará após a nossa existência, ou seremos reféns da tradição, do já sabido. Já que a Psicanálise vem a ser o fundamento da ciência, ela se faz a cada nova Linguagem, novas subjetividades, novas descobertas.

Posted using Partiko Android

A sua resposta veio em uma única proposição: "A psicanálise vem a ser uma ramificação da epistemologia, e não ciência."
Isso faz total sentido e nunca havia ouvido tal explanação nem de psicólogos e nem de psiquiatras, sempre ouvi defensores de Freud dizendo várias coisas acerca do método científico mas nunca desta forma.
Muito obrigado @matheusggr pelo exclarecimento, deu até vontade de publicar um texto que escrevi anos atrás comparando o "id", "ego" e superego" com o cógito de Descartes.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Essa proposição é da escola que sigo, e realmente é como eu interpreto a teoria psicanalítica. Torna-se ciência a partir do método analítico de tratamento. Descartes é um pilar tanto da Fenomenologia, quanto da Psicanálise. Seria interessante ver seu texto com a segunda tópica freudiana.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Então ele não "forjou dados", e sim discorreu sobre suas interpretações, que por não serem empíricas, em muito não foram levadas a sério na época, o que deu má fama às suas práticas. Correto?

Então, na minha interpretação como traz é uma via de regra a interpretação na medicina, e em todas as áreas do saber humano. Eu desconheço sobre o "forjar dados". Teria que ver como seria essa argumentação. Mas do que conheço, S. Freud tem uma obra extensa com diversos livros, textos, artigos. Ministrou seminários durante anos, e fundamentou uma disciplina até hoje estudada por diversos grandes cientistas. Toda medicina utiliza o empirismo da experiência em cima de uma lógica de linguagem, e evidência em dados. Na época não tinha tecnologia de dados de hoje. A prática e ensinamentos eram com base nessa premissa. Suas práticas tem muita fama. Só não compreendida pelo quem pratica o dogma cientifico como médico. Mas muitos médicos, psicólogos, sociólogos, filósofos, que a entendem podem até divergir sobre a disciplina, mas a praticam de alguma forma, e reconhecem a importância da contribuições de S. Freud. Hoje em dia já avançou muito a teoria, a filosofia e ciência se fazem a todo momento, sempre podemos descobrir mais. Obrigado pela participação e comentário @felipejoyys!

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Coin Marketplace

STEEM 0.17
TRX 0.03
JST 0.044
BTC 11107.43
ETH 386.64
USDT 1.00
SBD 0.98