[Diário de Bordo]: Quer Ser Profissional Liberal? Eis Alguns Prós e Contras Desta Escolha Que Eu Mesmo Fiz

in br •  10 months ago

Minha Vida Como Tradutor Liberal - Facilidades & Dificuldades


Antes de mais nada, o profissional liberal, que possui nível educacional profissionalizante ou universitário, nos mais diferentes níveis da graduação superior, pode, ou não, ser empregado de uma empresa através de uma espécie de contrato, ou trabalhar por conta própria. Eu me encaixo na segunda opção. Após vinte anos no magistério, e trabalhando concomitantemente como tradutor de espanhol, inglês, italiano e alemão, decidi encerrar minha carreira como docente de língua portuguesa e continuar, somente, como tradutor, trabalhando em minha residência. Para tanto, possuo uma empresa registrada para a emissão das notas fiscais, como manda a lei, mas não mantenho contratos com as mais diversas agências, companhias, pessoas físicas ou órgãos governamentais, tanto no Brasil como no exterior, para exercer minha profissão.

Decidi trabalhar por conta própria porque não vejo mais espaço para mim fora de casa, em um sistema educacional que não funciona para centenas de milhares de cidadãos no país inteiro e, no Rio de Janeiro, como é sabido por todos pelos meios de comunicação de massa, a coisa é ainda mais dramática. Com a "quase" falência do sistema de ensino do Estado em que moro, e eu era professor concursado do Estado, manter-me de forma digna, pagando minhas contas e "SOBREVIVER" do pouco que, por vezes, era pago em parcelas, não deu mais para mim. A falta de respeito do ser humano deixou-me tão assustado, e refiro-me aos governantes, não aos alunos, pois esses eram maravilhosos e, até hoje, passam por mim pelas ruas de Petrópolis cumprimentando-me e abraçando-me, como se fôssemos pai e filhos (disso sinto falta, mas eles estão pertinho de mim), é tão absurda, que não há vergonha que os faça entender o desespero de famílias que precisam de sua renda e não a têm.

copy-of-profissc3a3o-tradutor-1.jpg

Assim, depois de muito pensar, e foi doloroso, acreditem, pedi exoneração e fui com tudo para a tradução. Foi bom, @manandezo? Não digo que foi bom, mas poderia ser melhor! Hoje, creio que não "SOBREVIVO" mais, porque nenhum ser humano deveria SOBREVIVER com o que ganha. Dizer isso é aviltante! Todos deveriam VIVER! Ter o suficiente para a família e uma "gordurinha" para gastar com entretenimento e, o restante, poupar. Essa seria a vida ideal!

Pontos Positivos do Trabalho Liberal

  • Uma vez que se está no conforto do lar, é possível fazer o que se deseja, dentro de certos limites, bastando ficar antenados ao e-mail, que é a ferramenta básica de quem trabalha por conta própria, ou ao WhatsApp e/ou Skype, que também são muito utilizados.

  • É possível gastar menos com comida e, ainda, construir uma dieta balanceada e saudável. É impressionante como se gasta menos fazendo uma lista semanal do que se precisa e dosando o orçamento. Acaba-se poupando mais do que o esperado e, para quem gosta, é possível fazer até mesmo uma academia e ficar super em forma.

  • Intervalos regulares. Para mim, esse é o melhor ponto. Cansou de digitar? De fazer pesquisa sobre uma palavra SUPER difícil? É o momento certo para relaxar por dez minutinhos e voltar totalmente renovado. Veja um pouco de televisão, brinque com seus animais de estimação, ligue para alguém, mas esqueça o computador por alguns minutos. Você verá como é bom!

  • A vida social ganha um outro colorido. Até mesmo durante a semana é possível tomar um café com uma amiga, ler um livro que já está na fila de leitura há um tempão, ligar para alguém para conversar um pouco, fazer compras em horários mais condizentes, ou seja, com as lojas ainda abertas!

  • Organizar a vida enquanto o trabalho não chega. Quando estamos parados, podemos fazer planos para o futuro ou, até mesmo, escrever uma publicação no Steemit, não é?

positive-and-negative-signs-screenshots-41.jpg

Pontos Negativos

Bom, Pessoal, nem tudo são flores, certo? Há, também, pontos negativos.

  • Ao se trabalhar em casa, haverá aqueles que pedirão mil favores pelo simples fato de você estar em casa, e quando você diz que "não pode ajudar, porque está no seu horário de trabalho", a resposta é sempre a mesma "nossa, não sabia que tinha horário de trabalho em casa". Traduzindo, que é o que eu faço melhor, você foi chamado de "vagabundo gourmet", aproveitando bem o termo em voga. Sim, amor, trabalhamos de 8h às 17h normalmente! (Mas, creiam-me, há pessoas que deixam até de falar com você, achando que você disse não por pura maldade.)

  • Se não tiver disciplina, trabalhar em casa pode ser um desastre. O telefone tirará sua atenção, a televisão, o rádio, a família, caso não seja compreensiva com seu tipo de trabalho. Enfim, será praticamente impossível comprometer-se com algum projeto e terminar em tempo, ou com alguma qualidade.

  • Escravidão. Sim, muitas vezes, nos tornamos escravos do Skype, do WhatsApp e do e-mail. Ficamos ali, parados, diante do computador, angustiados, solicitando trabalhos a cada segundo aos coordenadores de projeto, e nada chega. Essa energia é tão ruim, esse estresse imposto por algumas empresas é negativíssimo e pode causar, sem brincadeira nenhuma, porque aconteceu comigo, um nível de ansiedade tão grande, que seu corpo padece com doenças e mais doenças. Ou seja, não vale a pena ficar doente por isso. Eu sei bem o que é acabar com a minha saúde por conta dessa clausura que algumas agências impõem, portanto, o que digo é por experiência própria: não se escravizem!

ThumbdownNEW.jpg


Conclusão

Trabalhar em casa exige muita disciplina e, dito isso, talvez não seja a "praia" para muita gente. O apelo para te tirar da frente do trabalho é tão grande que, às vezes, é difícil concentrar no que se faz. Quem tem família e filhos pode ser ainda pior. Porém, há aqueles que têm famílias enormes, são trabalhadores liberais e lidam muito bem com a disciplina da casa. Enfim, o que tento dizer é: se a solidão de trabalhar em casa é boa para você, e seu nível de disciplina é grande, ou seja, você não perde o foco com facilidade, seja muito bem-vindo, o emprego é seu!

Eu adoro trabalhar em casa, com todo o silêncio a minha volta. Amo totalmente ficar sozinho, fazendo o que mais gosto: buscando conhecimento. Eu sou MEGA focado em tudo o que realizo, sou obervador ao extremo e tudo precisa estar PERFEITO (e isso pode ser um problema). Ou seja, trabalhar em grupo nem pensar, não é? Eu tenho uma disciplina gigantesca, meus trabalhos são sempre entregues antes do prazo e não recebo feedback negativo do cliente, o que já é um avanço, porque ninguém manda nenhum feedback positivo. Então, se não falam mal, é porque estão gostando. E já estão gostando há dezessete anos!

Com relação a não se escravizarem, para quem já trabalha em casa, o melhor a se fazer é enviar um e-mail para as empresas e dizer que você está disponível para os projetos que possam surgir. Caso eles precisem, é só entrar em contato via telefone, WhatsApp ou e-mail mesmo, e você responderá em quinze minutos (essa é uma regra de ouro: responda o mais rapidamente possível, ou eles mandam para outro e ainda te colocam na lista negra de quem responde como uma tartaruga). Dessa forma, você se libera para cuidar de você, da sua família e da sua casa.


Imagens: 1, 2, 3.


Agradeço pelo tempo que me oferecem com a leitura. O tempo dispensado a um ser é o melhor presente que se pode oferecer a outro ser. Sonhem todos os dias e sejam felizes, vibrando em harmonia e esperança, sempre no caminho do meio. É o que desejo a todo momento a cada ser vivente!


Abraços, @manandezo
Publicação de 19 de janeiro de 2018


Nossos Projetos de Língua Portuguesa

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Gostei muito desta partilha :) Normalmente associamos apenas os pontos positivos de trabalhar em casa. Nunca tinha pensado no contrário e no olhar dos/as outros/as. Obrigada pela partilha :)

·

Oi, osazuisdela!

Sim, há realmente vários pontos negativos, e eu só mencionei alguns. Porém, para quem gosta de ficar no conforto de seu lar e, no meu caso, que moro sozinho (só com meus bichanos), é até mais relaxante. Aliás, eu tornei tudo relaxante, porque antes não era, não. Era desesperador!

Abraços, paz e bem! =)

Ótima reflexão, @manandezo! Também passei por esse processo e muitos acham que é fácil trabalhar em casa, mas arrisco dizer que é muito mais difícil. Trabalhamos muito além do horário comercial e se não dermos o máximo, o dinheiro não é garantido no fim do mês. Obrigado por compartilhar ;)

·

Rapaz, eu quase fiquei louco uma época só pensando em trabalho, e solicitando as coisas pelo Skype. Eu virei um zumbi literalmente. Fora os prazos absurdos que devemos cumprir; às vezes os trabalhos chegavam de madrugada e me ligavam pedindo urgência às 2h da manhã. Era bem nervoso o negócio.

Mas, eu dei um basta nisso, e fiz valer algumas regras minhas, porque, caso contrário, não há vida. Perdi alguma coisa, sim, perdi, porém minha saúde me agradeceu e muito!

Abraços, amigo @casagrande, paz e bem! =)

Uma ótima reflexão. Também a pouco tempo larguei um concurso público estatutário, do município de Campos- RJ, as reações estão bem descritas no seu post. Ao mesmo tempo que os benefícios do servidor público são um atrativo, com a má gestão do Estado, até isso é um risco, até hoje muitos estão com meses atrasados no estado e município, e ainda dizem que temos que trabalhar por amor, mas só amor não paga a conta do fim do mês. Infelizmente nosso país está estagnado em crescimento, enquanto uns acreditam que somente a economia irá trazer o tão aguardado crescimento, da 5 maior economia do mundo, outros como por exemplo eu, vivo a crise do dia a dia, sem medicação, sem condições básicas de trabalho, assim como na educação, no RJ. E ainda temos o teto de 20 anos da saúde e educação.

É isso, vamos seguindo, tenho sorte que minha profissão ainda tem um retorno bom, ainda mais como liberal, e isso já está se esvaindo. Ainda sigo e seguirei no SUS, não sei até quando. É um custo mental e financeiro grande, com um retorno que só vale pelos profissionais de saúde mental do RJ que é determinada e muito batalhadora, e pela grande população que não tem outra saída e nos trazem esperança no caso a caso que conseguimos sem recurso, em equipe ainda fazer um bom trabalho. Valeu @manandezo!

·

Oi, @matheusggr,

Obrigado pelo comentário e, você tem razão, precisamos seguir pelo caminho que escolhemos, seja ele como profissional liberal contratado ou não, pois os problemas existirão em ambos os casos e, em nosso país, ainda é complicado saber o que fazer. Mas, de uma coisa sabemos eu e você: nossos corações decidiram como caminhas, e isso é bom. Com problemas ou não, vamos ajudando como podemos, vamos "vivendo" de acordo com o que temos, nem mais, nem menos, apenas com o suficiente para sermos felizes em meio a tanta violação de direitos e desrespeitos descabidos.

Te admiro!

Abraços, paz e bem!

Identifico-me com as suas palavras @manandezo. Sou trabalhadora independente há 3 anos (verdinha, verdinha...) e requer uma elevada disciplina sim! Depois de ser mãe pior ainda. Como eu e a minha colega/sócia de há 3 anos arrendamos um espaço para a clínica, deixo a minha filha na creche e fico lá de manhã. Em casa encontro sempre muitas distrações, a forma de me disciplinar tem que ser saindo! :)

·

Oi, @helgapn, obrigado pela visita! =)

Sim, é verdade, precisamos ser muito disciplinados, mas muito mesmo. E você com a filhotinha, precisa desdobrar-se ainda mais. Mas, não desista, continue caminhando, pois as respostas aparecem no meio do caminho. O que precisamos é estar atentos a elas, quando chegam.

Penso que a casa, quando há uma família grande, ou até pequena, mas com uma demanda de atenção enorme, conjugar tal responsabilidade com a liberalidade do trabalho é trabalho hercúleo. Mas, sigamos...

Um beijo! Paz e bem! =)

·
·

É realmente cansativo conciliar tudo! Mas sim, sigamos... Um dia de cada vez! Já agora, indiquei a sua publicação ao projecto @lusofonia! Um óptimo dia :)

Parabéns, seu post foi votado e compartilhado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg