#DICIONÁRIO DA MÚSICA# - "Emicida"

in ptmusic •  last month

Um dos cenários mais "apagados" da música no Brasil é o duo formado pelo Hip-Hop + Rap. Ao longo dos anos, apesar dos bons representantes continuarem chegando, indústria fonográfica ainda não se rendeu ao talento deles e por causa disso, muitos bons/ótimos artistas ainda continuam sendo subestimados, escondidos nas "sombras" e fora do radar nacional/internacional.

Um dos exemplos mais relevantes que levantam a bandeira desse gênero musical é o rapper Emicida (nome artístico).

Fonte: Divulgação (Rap & Hip-Hop)

Além de cantor, Leandro Roque Oliveira (nome de batismo) também é compositor e seu nome no mundo da música é advindo de uma junção curiosa: uma fusão das palavras "MC" e "homicida" (por causa de suas incontáveis vitórias ele era visto como um "assassino" / "matador" nas batalhas de improvisação por derrotar facilmente os seus oponentes através das rimas).

Um jovem de origem humilde, ele começou no mundo da música ainda muito cedo e compondo as próprias canções, ele as passava para um amigo (responsável por gravá-las e vendê-las). Ele só realizaria as primeiras canções por volta de 2005, quando iniciava oficialmente a sua trajetória na batalhas de rappers.

A exposição lhe renderá a atenção necessária (pois ele passou a ser considerado como um dos melhores representantes do hip-hop/rap dos anos 2000) para lançar a sua primeira faixa na internet, e assim, "Contraditório Vagabundo" lhe abriu algumas portas para que ele conseguisse fôlego para continuar acreditando no seu sonho.

Fonte: Divulgação (Central do Rap)

Seu jeito meio "rústico" de cantar + personalidade forte (uma das características que o torna um artista único) associado a letras de músicas com um teor altamente político (algo que ele grita aos 4 ventos como uma forma de protesto a realidade que ele mesmo chegou a sentir na pele) são uma combinação bem atrativa para quem busca ouvir uma sonoridade diferente e fora do "padrão comum" que infelizmente acaba dominando as rádios.

Utilizando-se das plataformas midiáticas para alcançar um público maior e mais diversificado, ele foi trilhando um caminho de reconhecimento que o colocou em uma seleta lista de rappers mais influentes no Brasil. Dessa forma, passou a servir de inspiração para outros jovens que também queriam seguir o mesmo caminho, mas que não acreditavam que iria conseguir espaço para mostrar o seu talento.

Hoje, ele coleciona diversas passagens em programas de TV, shows em casas de espetáculos, presença em festivais consagrados, além de muitos prêmios e 8 álbuns (que dividem-se entre 3 em estúdio, 2 mixtapes e 3 EPs).

Tá afim de conferir o trabalho dele? Então dá um play aqui e deixa a rima adentrar nos seus ouvidos:

[ Discografia ]

"Pra quem já Mordeu um Cachorro por Comida, até que eu Cheguei Longe..." [Mixtape] (2009)
"Sua Mina Ouve Meu Rep Também" [EP] (2010)
"Emicida" [Mixtape] (2010)
"Doozicabraba e a Revolução Silenciosa" [EP] (2011)
"Ao Vivo no Rock in Rio" [EP] (2013)
"O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui" [Álbum] (2013)
"Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa..." [Álbum] (2015)
"Língua Franca" [Álbum] (2017)

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!