[música portuguesa: além fado] ANTÓNIO VARIAÇÕES . década: 1980

in #pt2 years ago (edited)

Música portuguesa: além fado
ANTÓNIO VARIAÇÕES
década: 1980

Revisitamos os movidos anos 80 portugueses pelas mãos de António Variações mas, antes de prosseguirmos, é importante dizer que os portugueses viveram numa ditadura brutal entre 1926 e 1974. Nos oitenta, o cheirinho da liberdade recém-conquistada ainda tinha um tom inebriante e a sede que ela provocava fez, desta época, um poço de excessos e de loucuras. Tudo em festa! Tudo permitido! Tudo em grande e António Variações estava lá para "carimbar o passaporte" (toca Raul!) de muita gente.

Ganha força, através da sua música, o pop português e, com a sua morte (1984, vítima da AIDS), nasce o mito até hoje cantado e festejado por seus pares (de fadistas a roqueiros) e por uma legião de fãs de todas as idades, incluindo eu.

Rompedor e extravagante, foi um famoso cabeleireiro em Lisboa e teve uma carreira musical muito curta. Ao todo, lançou três discos:

Estou Além (1983)
single com duas faixas

Anjo da Guarda: LP (1983)

Dar & Receber: LP (1984)


Emplaca seu primeiro sucesso, "Estou Além" (adoro!), logo no lançamento do seu primeiro disco, e deixo-lhes, só pra degustação, a letra e o clip.


Estou além


Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra não chegar tarde
Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão

Vou continuar a procurar a quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só

Quero quem
Quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci
Porque eu só quero quem
Quem eu nunca vi

Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder
Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar

Vou continuar a procurar o meu mundo, o meu lugar
Porque até aqui eu só

(refrão)
Estou bem
Aonde não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem
Aonde não estou

Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder
Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar

Vou continuar a procurar a minha forma, o meu lugar
Porque até aqui eu só

(refrão)


Por hoje, acho que está de bom tamanho. Há mais e voltarei outro dia para falarmos mais sobre este fenômeno que foi (e ainda o é) António Variações até porque, com este repasso, foi impossível não me lembrar dos Mutantes, Secos e Molhados e Raul Seixas. Espero que tenham gostado.


Abraços e obrigada pela festança de hoje \o/


P-CAMOES.gif

Sort:  

Grande homem... Mente muito a frente do seu tempo... Abraço @tmarisco

Concordo contigo, @warnas.
Abraços pra você, também

Muito bem feito este texto e esclarecedor para quem desconhece o que foi a realidade portuguesa no início da década de oitenta. Muitos parabéns @tmarisco

Muito obrigada e devo muito a você :*

Que legal! Não conhecia, adoro conhecer música nova!!!

Que bom que gostou e me alegro muito com isto!
Infelizmente, além do fado, não nos chega (e nem chegou) muita coisa de Portugal.
Abraços,

Não nos chega muita coisa de todos os outros países de lingua oficial portuguesa, eu mesmo descobri a música de Cabo Verde mais a fundo só depois de namorar uma cabo-verdiana, e em relação as obras para violão clássico, só fui conhecer depois que fiz contato com o Vasco Martins e comprei suas partituras, mas esse já foi outro caso... a maioria eram peças inéditas que ele escreveu a partir da década de 80.

Isso também é verdade. E nem da América Latina.
Vasco Martins, também não o conheço (mas vou!). Já gravou estas inéditas dele?

Gravei sim, ainda hoje solto o áudio de uma!

Ótimo! Fiquei curiosa e estarei atenta ;)

Muito bom Tatiana! Veja só como a gente não conhece as coisas além do nosso umbigo! A musicalidade portuguesa deve ser vasta! Gostei bastante dessa música e irei procurar outras, e que doido que o cara era cabeleireiro antes da fama. Muito legal ter trazido esse material, fico no aguardo de mais conteúdo português!!
Valeu!

Não mesmo! Eu fiquei surpreendida e, quando conheci esta figura, apaixonei-me imediatamente.
Tentei achar mais vídeoclipes mas, por incrível que pareça, há mais um ou outro. :/

Sobre ser cabeleireiro, era e famosíssimo. Só estrelas! Mas o cara era muito culto e o bichinho da música sempre o cutucava. Infelizmente, ele também deixou marcas por ser gay e, tragicamente, ter sido uma (se não a primeira) vítima da AIDS em Portugal, até então, completamente desconhecida.

Um dia volto p falar dele porque há muito pano pra manga :)
Enquanto isto, falaremos das outras faces da música portuguesa.

Grande abraço e obrigada

This post has been voted on from MSP3K courtesy of @thomashblum from the Minnow Support Project ( @minnowsupport ).

Bots Information:

Join the P.A.L. Discord | Check out MSPSteem | Listen to MSP-Waves

Obrigada :)

Interessante. Vivendo e aprendendo. Não conheço nada da musica portuguesa. Muito obrigado. Abraços, do Wine.

Nem eu conhecia... vou mostrar mais achados lusos depois :)
Eu que lhe agradeço e fica um grande abraço

Muito bom mesmo, estive para trazer este maluco para aqui ;) muito à frente no seu tempo, e a influência dele ainda se nota nos tempos de hoje

E cá está ele e voltará porque há muito o que falar e explorar desse gigante.
É engraçado como realmente marcou e encontramos traços da sua obra em trabalhos de muitos artistas.

Próxima estação: Ornatos Violeta.
O que acha? ;)

Acho excelente, ainda me dói o facto de terem terminado :(

Pois é! E nem me esperaram

Muito bom. Um dos meus ídolos da música Portuguesa. Passou por muito no seu tempo em Portugal, mas agora é um dos maiores da música portuguesa.
Obrigado pela sua partilha.

Eu q agradeço! Também gosto muito :)
Foi-me apresentado na voz de Ana Laíns, num espetáculo, e enlouqueci quando ouvi um coro levado por todos que estavam no restaurante e ainda se levantaram. \o/ Foi incrivelmente divertido e fiquei curiosa: que música é essa, minha gente?! Depois disto, foi só saborear essa gostosura :D
Grande abraço,

Que saudades de ouvir o António Variações. Excelente! Beijinho, minha querida!

Que bom que gostou, @ginga!
Esse é um dos sons portugueses que mais gostei.
Bjinhos p vocês