Economia 101 - 020 - Divisão do Trabalho

in #pt2 years ago

Economia 101.png


Quem aqui nunca fez um trabalho de grupo na escola onde cada um ficava com uma parte? Pois é, o ser humano tem a tendência de dividir o trabalho entre as pessoas, desde os primórdios até os dias de hoje. O mesmo vale para trabalho, como Adam Smith fala em seu livro A Riqueza das Nações.

Smith salienta que, se um homem fosse fazer um par de sapatos, muito provavelmente não conseguiria fazer um par em um dia, porém se dividíssemos o processo de criação do sapatos em várias pessoas, então teríamos vários sapatos sendo feitos por dia. Nas palavras de Smith, a divisão do trabalho "em qualquer ofício provoca um aumento proporcional da capacidade produtiva do trabalho".

Mas a ideia de divisão de trabalho não foi de Smith, mas sim de um cara de dois mil anos antes. Platão, dizia que o Estado estava sempre necessitando de especialistas, como por exemplo agricultores e construtores, para conseguir suprir as necessidades demandadas pela sociedade da época. Depois de quase mil anos, outro pensador, Al-Ghazali salientou que, se fosse analisado o período de criação do pão, que iniciava na plantação do trigo, e passava pelo capinamento das lavouras para a retirada de ervas daninhas, até a sua ida ao forno pelo padeiro, seria possível que estivesse envolvido em todo o processo mais de mil trabalhadores.

Além destes filósofos e economistas, muitos outros afirmavam que a criação e desenvolvimento das cidades e mercados deu-se através da divisão do trabalho, pois o mesmo gerava o crescimento. Já outros faziam a comparação inversa, dizendo que o desenvolvimento fazia com que houvesse a divisão do trabalho. Para Smith, a primeira máxima era verdadeira, mas de uma tal forma, que ele a colocou no centro da economia e do desenvolvimento.

Isso foi tão verdade, que até mesmo o maior crítico de Adam Smith, Karl Marx, dizia que a divisão do trabalho era um mal necessário, porém, não antes de salientar que a especialização do trabalho fazia com que o trabalhador ficasse alienado e transformava-o em uma máquina. Marx ainda fazia comparativo entre a divisão técnica de operários com a divisão social das pessoas nas hierarquias de poder e status.

Hoje, percebemos que a divisão de trabalho realmente é algo muito importante para a economia mundial. Empresas que empregavam desde operários de chão de fábricas até os faxineiros, hoje preferem terceirizar trabalhos que não fazem parte da atividade principal com a intenção de focar somente na mão de obra que realmente é importante que faz a atividade fim.

Por fim, deixarei aqui uma frase de Ludwig Von Mises sobre a divisão do trabalho:

Qualquer ampliação da divisão do trabalho propicia vantagens a todos que participam dela.


Na próxima postagem vamos falar sobre como a demografia influencia a economia.



Roberto Ueti

Sort:  

Tema importante. Para mim dá muito gosto ler sobre estes assuntos. Tenho que reler esta tua série de artigos desde o inicio, vou dar uma busca aqui...

Ptgram

@pedrocanella, que bom que gosta da série. Ela dá um trabalhinho para fazer mas pelo menos é interessante e abre a mente do pessoal sobre alguns temas que são mais densos da economia.

É verdade. Você tem todos os links sobre Economia que você escreveu reunidos no teu blog, ou por acaso você tem uma página no steem.center? Procurei aqui e não encontrei. Abraço.

Ainda não tenho um compiladão @pedrocanella, mas vou providenciar lá no steem.center.

Hi @robertoueti! We are @steem-ua, a new Steem dApp, using UserAuthority for algorithmic post curation! Your post is eligible for our upvote! Thanks for your contribution, keep up the good work, and feel free to join our Discord server!

Parabéns, seu post foi selecionado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg