RE: [Meu Estilo de Literatura]: Por que fiz Letras? Entendendo Como Escrevo - Implicações, Interpretações, Aplicações - Literatura Psicológica

You are viewing a single comment's thread from:

[Meu Estilo de Literatura]: Por que fiz Letras? Entendendo Como Escrevo - Implicações, Interpretações, Aplicações - Literatura Psicológica

in pt •  10 months ago

Acho que em minha vida tudo foi intenso demais, ou eu emprego intensidade demais em tudo o que acontece. Não sei dizer ao certo, mas minha alma é assim: sensível e, quando lágrimas afloram de mim, eu tento prendê-las e é muito pior. Então, deixo a emoção fluir, sem segurar nada. É melhor assim para mim.

Mas, amigo, digo-lhe uma coisa: por mais que a vida tenha sido rude comigo e minha mãe, eu estou em paz com isso. Houve um momento, e eu já estava com uns 36 anos, não me recordo bem, em uma visita que fiz a ela, conversamos sobre passado e ela fez um comentário: o que mais me deixa triste, é a sua distância de mim; como pode vir aqui só por vir? Sei que não veio espontaneamente. Bom, foi o momento de esclarecer o que ela precisava ouvir. Eu fiz exatamente isso: levantei a barra da calça e mostrei algumas cicatrizes. Mostrei meu cotovelo esquedo e, também, a mão esquerda, e havia mais cicatrizes. Eu disse: isso responde? Não falei com raiva e nem chorando. Apenas olhei nos olhos dela e disse isso: mãe, você me afastou de você com toda a força que tinha, mas eu, mesmo sem vontade, venho te ver porque acho que é meu dever, e sua chance de compreender as marcas que trago. A conversa acabou e ela desabou de tanto chorar!

Não fiz por mal, mas ela precisava ouvir, uma vez que fez a pergunta. Enfim, ficamos em paz, realmente em paz.

Não se culpe por não estar sempre presente no Steemit, ou em meu perfil. Sei que você é ocupado e eu também sei o que é fazer trabalho social, pois eu também faço (falaremos disso em outro momento). Mas, no fundo, e não vou esconder, eu sinto a sua falta como sinto falta da @cleateles. É algo que não consigo explicar! Mas nós dois sabemos como nos encontrarmos, pois há outros meios e já até o fizemos. Isso me tranquiliza, saber que tenho pessoas tão queridas ao alcance de meu coração. Estou preparando uma publicação para falar sobre essa coisa de seguir pessoas, votar e comentar, para tirar o peso da galera e esse dever de comentar. Às vezes, não temos tempo nem para respirar, mas o voto já nos diz que houve a visita e a leitura, e isso é um carinho que recebemos. Hoje mesmo sai o texto!

Abraços, meu amigo querido, paz e bem sempre em sua linda vida!

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!