{Brasil} Decidindo meu voto.

in pt •  2 months ago

O assunto é polêmico, mas pelo perfil dessa comunidade - muito educada, acho que é possível abordar.

O Brasil, como todos nós sabemos, passa por muitas dificuldades. Mas exatamente o que esta acontecendo no Brasil nesse momento, aconteceu ou acontecerá em outros países, de maneira bastante similar.

Não sou um profundo conhecedor de política, mas nos últimos anos tenho prestado muito mais atenção nisso - até mais do que deveria. Olhando um pouco para a história recente, nossa e de outros, percebi que esse processo de disrupção/bonança/decadência é comum em 80% dos casos. E mais do que isso, é cíclico. Funciona assim:

  • Um governo corta da própria carne, através de alguma disrupção, pra estabilizar a economia;
  • Outro governo, normalmente oposição, assume e colhe os frutos daquela medida drástica do governo anterior, através de subsídio infinito e irresponsável;
  • Um novo assume o poder, pq as contas daqueles subsídios sem fim bateram na porta.

A ordem desses acontecimentos não é exclusividade do Brasil. Isso aconteceu, dessa mesma forma, em um monte de lugares. O agravante aqui é o nosso nível de corrupção, que eu penso estar muito acima dos demais países "democráticos". Aqui a turma mete a mão sem dó. Pior que isso, sem vergonha na cara.

Então como escolher em quem votar? Eu não vou falar aqui do meu voto, a não ser que eu seja perguntado, mas resolvi que no primeiro turno vou decidir pelo candidato que oferece o melhor conjunto de propostas (não votarei útil). Já num provável segundo turno escolherei pelo candidato que pretente resolver o problema que eu entendo ser o mais grave, que na minha opinião é a insegurança.

Os problemas são muitos mas a esperança é a última que morre. Qual é a sua prioridade? Qual o problema que você gostaria que fosse priorizado?

Eleições-2018-3.png

(English: The subject is controversial, but by the profile of this community - very polite, I think it is possible to approach.

Brazil, as we all know, has many difficulties. But exactly what is happening in Brazil at the moment, happened or will happen in other countries, in a very similar way.

I am not a deep connoisseur of politics, but in recent years I have been paying much more attention to it - even more than it should. Looking back at recent history, both ours and others, I have come to realize that this disruption / bonanza / decay process is common in 80% of cases. And more than that, it's cyclical. It works like this:

  • A government cuts off its own flesh, through some disruption, to stabilize the economy;
  • Another government, usually opposition, assumes and reaps the fruits of that drastic measure of the previous government, through an infinite and irresponsible subsidy;
  • A new one assumes power, because the accounts of those endless subsidies knocked on the door.

The order of these events is not exclusive to Brazil. This happened, in the same way, in a lot of places. The aggravating factor here is our level of corruption, which I think is far above the other "democratic" countries. Here the group puts the hand without pain and worse, without shame in the face.

So how to choose who to vote for? I will not speak about my vote here, unless I am asked, but I have decided that in the first round I will decide for the candidate who offers the best set of proposals (I will not vote for it). Already in a probable second round I will choose the candidate who tries to solve the problem that I understand to be the most serious, which in my opinion is the insecurity.

The problems are many but the hope is the last that dies. What is your priority? What problem would you like prioritized?)

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Nessa questão, não falo que sou radical, mas muito lúcido até. Não acredito no tal poder do voto e muito menos na democracia, pior ainda na democracia brasileira, que é uma democracia frágil demais como é nos países pobres africanos.

A democracia brasileira está mais próxima de uma ditadura ou um governo absolutista, mas, vamos lá.

Independente de quem esse ano for eleito, tudo continuará como está. Os principais candidatos, a maioria deles são ex integrantes do PT (Marina, Ciro, Haddad). Alckmin é daquela turma do Serra e do Aécio. Bolsonaro é um surfista aventureiro que tá surfando na onda da insatisfação da população com segurança e não entende nada de economia.

Enfim cara....ainda bem que só estarei aqui no Brasil até o ano que vem, essa barca vai afundar. 😂 Valeu!✌️

·

Cara, eu concordo 100% cntg. Por isso coloquei a palavra democracia entre aspas. To 100% de acordo.

Sobre não estar aqui ano que vem, também estou nesse projeto. Já dei os primeiros passos, inclusive. Pra onde você pretente ir? Qual o plano?

·
·

Portugal. Segurança, país barato, qualidade de vida...o "Brasil na Europa" :D

·
·
·

Legal, é minha terceira opção. Eu to de olho na Espanha. Tem cidadania ou vai no peito?

·
·
·
·

Visto de empreendedor... residência.

·
·
·
·
·

Tem valor mínimo pra esse visto?

Posted using Partiko Android

·
·
·
·
·
·

5 mil euros, que é o valor da abertura da empresa. Valor de documentação, eu não tenho idéia, irei contratar uma assessoria pra isso. Qualquer coisa, conversamos mais no steem.chat. Estou lá com o mesmo nick. Valeu!

·
·
·
·
·
·
·

Legal, bom saber. Vamos falando sim. Abraço!

Ótimo post! Por vezes abordo esse tema. E realmente aqui vem sendo possível discutir esses temas que são realmente interessantes e que em outras redes se faz difícil na polarização dos discursos que se encontra nosso tempo.

Não tenho uma representação que supra minhas ideologias. Entendo que as prioridades de um Estado é suprir as demandas de sua população. Vejo uma desigualdade social imensa, e uma centralização de poder muito grande nos políticos de ofício.

Assim como também não vejo uma solução para essa crise no curto prazo, é uma crise cultural. Por isso acredito que a prioridade é educação e corte de gastos da política representativa, do jurídico, e muitas reformas. Violência é consequência. tenho muitas prioridades! Kkk

Como prevejo que isso também parece ser pedir demais. E que a maioria que se diz de direita e esquerda, não sabem dialogar para entender que sem uma organização social, e sem uma economia próspera, por mais que seja difícil, não sairemos do mesmo lugar, isso se não andarmos para atrás. Esses debates discutem mais uns dos outros, do que propostas. Tempos difíceis.

·

Tem toda razão. Inclusive sobre violência ser consequência. Só que eu sinto que isso chegou num ponto que deve ser resolvido, custe o que custar. Claro que junto disso é fundamental investir na educação basica publica, na saúde pública e etc. Mas essa violência precisa acabar já, não da pra aumentar. Acho que medidas paleativas são bem vindas em todas ás áreas, desde que o problema raiz seja resolvido ao mesmo tempo. Nós resta avaliar com cuidado.

·
·

Com certeza. Não tem como fazer um plano de governo que não abranja múltiplos fatores. Pena ver um partidarismo que não consiga trazer essas discussões em um nível tanto ideológico quanto pragmático. No Rio acabo indiretamente e por vezes diretamente acompanhando muitos acontecimentos na dinâmica social que englobam a violência.

Muito se torna possível a partir dos discursos extremos, que abrem as fronteiras do funcionamento social para possibilidades até então momentaneamente superaras como torturas, mortes, ações nas regiões de alta vulnerabilidades social. As guerras nos países desenvolvidas são realizadas com inteligência, estratégias, confrontos com funções específicas. Aqui se faz com guerra de insurgência, e não se vence guerras de insurgência, confrontos pouco eficazes. Uma maioria sofre por confrontos de minorias. Que pouco resolve em perspectivas gerais, já que esse funcionamento é hierárquico e serve a muitas pessoas além da violência local. Mas é uma boa discussão. Tanto a polícia quanto a população local vivem em uma tensão imensa, e são os que mais sofrem nos seus cotidianos.

No final tem muitas prioridades, pouco delas discutidas onde deveriam ser, se eu fosse escolher uma escolheria corte de gastos dos políticos e do jurídico, e uma reforma previdenciária corajosa, das minorias e não só da maioria. Tenho esperança que eventualmente utilizem a tecnologia Blockchain em todos sob setores públicos.

@joaohazim, I gave you a vote!
If you follow me, I will also follow you in return!

Fiquei curiosa, em quem tu votará? Rs

Posted using Partiko Android

·

Nesse momento vou de João Amoedo. Acho que o Meirelles e o Alvaro Dias tb são boas opções. ACHO. Certeza não tenho de nada.

·
·

É uma ótima escolha.

Posted using Partiko Android

@joaohazim, Parabéns! O teu post foi votado e resteem pelo Projeto Camões!

camoes sign 2.gif

PROJETO CAMÕES -Língua Portuguesa no Steemit!

Não diria que dá pra chamar de ciclo eterno, porque começou em dado momento. Já em Sarney e seus aliados.

·

Sim, mas pq somos uma nova "democracia". Em outrosa países mais maduros é ciclo. Vai e volta. Acho que aqui não é diferente. A diferença é o nível de corrupção. Essa é a minha impressão.

·
·

É que o ciclo que você sugeriu foi: nova merda -> a merda bate -> nova merda -> a merda bate -> etc. Esse não é um modelo viável, nem mesmo para um mero governo corrupto. Já teríamos virado uma Índia ou Nigéria da vida.

Acredito que o que aconteça é que sempre foi mais ou menos a mesma merda, só que mais na surdina em uns governos do que outros. Não há um governo brasileiro que "rouba mais", apenas governos que deixam vazar essas informações.

Por exemplo, no regime militar sempre tinha corrupção, mas ela não ia para a boca do povo por causa da censura. A Petrobras já está aí há muito tempo e sempre foi esse lixo corrompido, mesmo muito antes da lava jato.

Vou reaproveitar este comentário num novo post.