O fim dos likes

in #lovelast year

Já faz um tempo que ouvimos falar sobre o poder de influência das redes sociais. Os enfoques e cases sobre o assunto são inúmeros. Normalmente, o mais comentado é em relação à superficialidade do mundo virtual.

Ainda existem uma infinidade de pessoas querendo status ou então sofrendo pela falta dele. Para driblar a situação, o Instagram na última semana deu um jeito de sumir com os likes das publicações, agora, visível apenas para o dono da conta.

Com isso, muitos acreditam que a rede ficará menos tóxica e também demite robôs, os conhecidos like bots. De um lado, existem os que comemoram a notícia (vi alguns); de outro, os que veem de longe a tristeza dos influencers (não vi ninguém, mas li esse texto).

De qualquer forma, não acredito que a disputa acaba assim tão fácil. Os seguidores ainda estão ali para serem contados, os recebidos para causarem inveja e tantas outras possibilidades. Pelo menos, ninguém mais vai ficar contando curtidas ou ansiosos pelo montante.

Outra vantagem dessa história como vi argumentos é que agora as pessoas estão livres para postarem o que realmente gostam sem se ficarem coagidas pela interação. Isso me parece bom.

fim-dos-likes.jpg

No entanto, a cobrança pelos comentários pode aumentar. Depois, vem o medo das críticas, pior os haters. Enfim, mecanismos para mudar o seu humor ou mood como gostam de falar lá não vão faltar.

Na semana passada, teve uma menina que se matou por causa de comentários negativos em suas fotos. Achei curioso o fato ter tido pouquíssima repercussão.

O que pessoas como ela não percebem é que as críticas estão em todo lugar. O problema é que estamos nos vejamos de tal forma que só conseguimos notá-la online. Ok, também já falamos muito sobre bullying também.

Seja como for, os babacas de plantão são cruéis porque precisam encontrar significado em sua existência tão rude quanto suas atitudes. Não adianta processar, brigar ou se indignar. O que ajuda é ignorar e se tiver estômago ou consciência elevada retribuir com amor.

Se conseguir, certamente, constrangerá.

A escuridão não pode expulsar a escuridão, apenas a luz pode fazer isso. O ódio não pode expulsar o ódio, só o amor pode fazer isso.

Martin Luther King

Sort:  

Parabéns, seu post foi selecionado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg

Obrigada!

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Eu curti bastante essa ideia, mas acredito que seja um poço que nunca teve fundo porque essa é só mais uma estratégia que foi "barrada" (se é que vai permanecer assim) e como você mesma abordou no texto, existem outras maneiras de "compensar"a falta dos likes.

O que precisa mudar urgentemente é a mentalidade da galera alienada... E isso, infelizmente é quase uma utopia.

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Bem isso mesmo, estamos atrás de status de todas as formas possíveis!

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

Hi @leticiachiantia!

Your post was upvoted by @steem-ua, new Steem dApp, using UserAuthority for algorithmic post curation!
Your UA account score is currently 2.646 which ranks you at #15487 across all Steem accounts.
Your rank has dropped 15 places in the last three days (old rank 15472).

In our last Algorithmic Curation Round, consisting of 198 contributions, your post is ranked at #157.

Evaluation of your UA score:
  • Only a few people are following you, try to convince more people with good work.
  • The readers like your work!
  • Try to improve on your user engagement! The more interesting interaction in the comments of your post, the better!

Feel free to join our @steem-ua Discord server

This post was upvoted by SteeveBot!

SteeveBot regularly upvotes stories that are appreciated by the community around Steeve, an AI-powered Steem interface.

Coin Marketplace

STEEM 0.16
TRX 0.03
JST 0.021
BTC 16828.64
ETH 507.21
SBD 1.13