Marteladas#1 Crise Existencial ao Ler Nietzsche

in #filosofia2 years ago (edited)

nie2.jpg

Esta é uma série que vai abordar vários aspectos da filosofia de Nietzsche, meu filósofo favorito.
Espero que gostem!

Vamos lá!!

lin png.png

Ler Friedrich Nietzsche nunca foi, e nunca será, algo fácil. É uma leitura para poucos, um escritor que não estava interessado em ser entendido, que escrevia em prosa e frases desconexas.

Apesar desta complexidade é um dos filósofos mais importantes, sendo referenciado por muitos, mas odiados por outros, o que é fácil de compreender tendo em vista a sua perseguição à religião e aos valores, e principalmente à verdade absoluta.


Lendo Nietzsche

Autor de diversas frases ilustres como:

E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música.
Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas.

E a mais polêmica de todas:

Deus está morto

Que é muito mal incompreendida, será tema de outro texto.

Ler Nietzsche significa adquirir um grande aprendizado, ou melhor, destruir falsas e velhas crenças, é um filósofo que provoca a "morte" do leitor, não a toa é conhecido como "filósofo do martelo, porque transforma o indivíduo destruindo conceitos.

Aqui, Encontrando o Sentido da Vida, abordei a celeuma da procura por um sentido da vida, e como isso pode ser frustrante, agora abordaremos a temática sob um ponto de vista nietzschiano.

Acontece que algumas pessoas ao lerem uma linha de pensamento tão destrutiva como a deste filósofo acabam por entrar em uma neura de crise existencial, vou explicar o por quê e como isso na verdade é um mal entendido.

Bem, começamos pelo fato dele destruir a base de crença, contesta veemente que o homem não possuí origens divinas, não existindo uma força superior para traçar o caminho do homem, coisas como inferno e céu, destino para este autor são irracionais, portanto não tem lugar no pensamento humano.

Nossa sociedade é sustentada por um sistema complexo de valores, a filosofia de Nietzsche coloca pulgas nas orelhas, é um alerta da manipulação que a humanidade sempre sofreu.

Então o leitor antes que tinha diversas crenças, estabelecidas de forma cultural, passa a sentir sem chão, porque percebe a solidão humana, sem a existência de um protetor onisciente, sente-se fruto do acaso, sua vida não é orientada por um sentido planejado por uma força superior.

Isto certamente é de assustar. Porém, é apenas meio caminho, e se a pessoa parar por aqui ficará realmente em crise, porque ficará sem um norte para sua existência.

No entanto, este filósofo não afirmou que a vida não possuí sentido ou valor, isso seria niilismo, algo que ele lutava contra, mas que não existe um sentido pré-definido, de forma que cabe ao vivente determinar para que lado irá caminhar.

Todos tem um propósito para a vida, a falta de propósito leva ao suicídio, mas é igualmente importante que o propósito seja escolhido de forma independente, a vida é sua, você escolhe o que vai fazer dela. Não é pais, cultura ou religião, somente o vivente tem o direito de decidir como viver.

super.jpg

Nietzsche revelou, portanto, os efeitos negativos das crenças absolutas no sentido da vida, em "Assim Falou Zarastustra", através da personagem Zaratustra o autor revela que vive apenas para buscar o "super-homem", um ser que superará o homem como hoje conhecemos, mas isso fica para próxima.

linha.png

Você já leu Nietszche? O que você acha? Fale um pouco sobre crise existencial!

Deixe seu comentário!

Obrigado steemit! Até a próxima!

banner steemit.jpg

Sort:  

Parabéns, seu post foi selecionado pelo projeto Brazilian Power, cuja meta é incentivar a criação de mais conteúdo de qualidade, conectando a comunidade brasileira e melhorando as recompensas no Steemit. Obrigado!

footer-comentarios-2.jpg

Apesar de não concordar com Nietzsche, acho interessante o ponto de vista dele.Obrigado por compartilhar.


ptgram power | faça parte | grupo steemit brasil

Por que você não concorda? Ou melhor o que você não concorda, já que a filosofia dele é bem vasta kk

Nietszche é sem dúvida um dos filósofos mais complexos de todos os tempos.
Odiado por muitos, compreendido por poucos.
É o meu favorito, meu louco favorito.

odiado porque falava verdades kk a verdade doí kk

Muito bom! Li pouco sobre ele. Mas vira e mexe tem citações dele em artigos que leio. Muito pertinente o contexto que traz, e a discussão. É importante lembrar que somos feitos de valores, o problema é quando não temos discernimento em relação a valores diferentes dos nossos, como acontece no fanatismo. Que é muito mais comum do que parece. É uma questão que nos faz necessário ter uma sociedade, já foi muito pior do que hoje. E ainda tem muito a melhorar. A fé em instâncias onde somos convocados ao pensar, como humanos, não procurando uma verdade absoluta, e procurando entendermos os diferentes, é muito difícil. E se reproduz a fé em outros locais para além da religião, é muito comum hoje a fé na ciência. Que parte do mesmo princípio do religioso, e toma rumos diferentes. Ou a fé em um líder, como vemos no Brasil e em
muitos lugares do mundo. Por isso a importância em investir no capital humano, em melhores qualidades de vida, educação ,saúde, acessos, empregos. Por vezes a fé religiosa ajuda muito, e por vezes faz sofrer muito também. Os animais humanos são animais complexos! Kkkk

eu parto do pressuposto que ele é criticado mas coisas que sequer falou, é mal interpretado, ele não odeia deus, até acredito que não afirmou ser impossível a sua existência, mas lutava contra as religiões tradicionais porque viu que esta se afastaram de deus e da missão como planejada por Jesus Cristo, Maomé, Buda etc, uma frase que resume isso é essa, de William Blake: Quando as religiões das trevas morrerem, a doce ciência reinará.

Em outras palavras não é uma crítica a todas religiões, apenas as das "trevas".

A interpretação é um viés humano também. Acontece muito na minha área, penso que nunca saberemos o que eles quiseram dizer exatamente, mas quando conhecemos como o traz podemos interpretar um contexto. E dará no mesmo se a crença na ciência for da mesma forma que da religião, a ciência pode ser tão cruel quanto a religião, a própria psiquiatria pode ser muito claro isso, mas pode ser reproduzida em varias áreas da ciência. A ciência é realizada a partir da dúvida. Sem duvida não há ciência. E como instrumento humano, pode ser utilizado como a religião.E mesmo assim ela prova o passado, que faz o presente são as relações humanas. E não sei qual religião seria das trevas ou não, acredito que cada um defenderá a sua.. ou até que ponto são humanos fanáticos conduzindo no momento algumas religiões ou cultos ou não. O conhecimento que se tem até agora é bem claro. Não sabemos se existe Deus. Mas Ele existe na fé de cada um que o crê. Mas sabemos que existem humanos que não conseguem diferenciar até que ponto somos responsáveis pelas relações humanas, e somos totalmente responsáveis pelas relações humanas. O fanatismo e e valores individuais que se sobrepõe ao coletivo como forma de direito sobre outros indivíduos, nos mostra o quão estamos na esfera humana, e mesmo assim tende-se a colocar na conta de Deus ou Deuses o altruísmo e a agressividade do subjetivo humano. É hora de nos humanos nos responsabilizarmos por nossos atos, a mesma fé na religião que torna doentia o fanático, se reproduz na fé da ciência, do dinheiro, etc.. Não à toa vivemos esse misto de crenças que nos afasta das relações humanas afetivas.

em relação a questão de interpretação, gosto de uma frase do próprio Nietzsche - não existem fatos, somente interpretações, quer dizer que somente conhecemos aquilo que percebemos, portanto, tudo é subjetivo na medida que não temos contato com o objeto em si, como dizia Kant, em relação ao restante do comentário, adoro esta temática, é bem complexo, de certa maneira o problema não é deus nem a religião, o inferno é o homem, tudo depende de como o homem utiliza a religião, ou a ciência, em outro texto eu defendi a ética secular, de Dalai Lama, uma ética além da religião, sem barreiras divisórias, muito interessante.

Ainda não li nada de Nietszche mas sempre tive algum interesse.
Será ótimo acompnhar seus posts como um ponta pé inicial.

Nietszche