Cuidado com a Cheetah que a Cheetah te pega!

in cheetah •  8 months ago

cuca[1].jpg
A Cuca do Sítio do Pica Pau Amarelo (Rede Globo - Reprodução) Fonte da imagem

"Cuidado com a Cuca

Que a Cuca te pega

E pega daqui

E pega de lá."


(música de Dorival Caymmi - trilha sonora do "Sítio do Pica Pau Amarelo")


Quem não se lembra da música “A Cuca te pega” da trilha do Sítio do Pica-Pau Amarelo? Pois saiba que aqui no Steemit podemos muito bem adaptá-la trocando "Cuca" por "Cheetah".

Cheetah, você já deve saber, é o bot que busca semelhanças em textos publicados aqui e fora daqui. Logo, a Cheetah te pega daqui (no Steemit) e te pega de lá (fora dele). Não é bem assim?

Sou prova viva de que Cheetah funciona. Vamos aos fatos...

O bot felino me pegou duas vezes!

Mal acabei de entrar no Steemit e fui carinhosamente alertado pela Tatiana (https://steemit.com/@tmarisco) para, sempre que repostar material do Física na Veia! do UOL (http://www.fisicanaveia.com.br), passar o link do texto original como referência. Adotei esta atitude como padrão. Mas não foi suficiente.

Aqui no Steemit, uma vez que existe remuneração pelo trabalho de postar material autoral, a originalidade é supervalorizada. Logo entendi que o plágio por aqui é algo demonizado por todos. Sensacional! Já tive muitos problemas com meus textos e ilustrações originais que foram parar em sites inimagináveis e sem nenhuma citação de autoria. O mundo real é cheio de gente cara de pau. No virtual, onde as pessoas se acham protegidas pelo suposto anonimato, cara de pau é pouco!

Em apenas duas semanas de Steemit, Cheetah me "visitou" duas vezes. Nos dois posts deixou sempre o comentário padrão “Hi! I am a robot. I Just upvoted you! I found similar content that readers might be interested in” passando o respectivo link do post original fora do Steemit.

Achei a mensagem bastante gentil, simpática e amigável. Afinal, não há acusação explícita de plágio até porque o bot, segundo o seu criador, não tem como verificar autoria. Ele apenas avisa aos leitores sobre aquilo que pode ser mera coincidência mas, em geral, não é. A partir daí, qualquer pessoa sensata pode, pelo próprio link encontrado e publicado pela Cheetah, verificar a fonte e descobrir detalhes sobre a autoria do material. Mas tem um pequeno detalhe que, com o passar do tempo, pode deixar de ser pequeno: outros bots, quando encontram uma marcação da Cheetah, podem simplesmente ignorar o post. E a própria Cheetah, depois de muitas ocorrências, coloca o blog numa Blacklist e aí a coisa pode ficar bem mais tensa, provocando flags e outras encrencas.

Diante deste quadro, fiquei bastante preocupado. Meu blog no UOL existe desde 2004. Os primeiros dez anos, e em especial o período de 2004 até 2010 sobre o qual tenho particular carinho por ter sido premiado pela alemã Deutsche Welle¹, estão hospedados numa plataforma que será oficialmente desligada em 1 de julho deste ano. Dez anos de textos, muitos que são verdadeiras aulas atemporais de Física, vão simplesmente desaparecer da web! A possibilidade de republicá-los por aqui e dar a eles digna sobrevida estaria ameaçada pela implacável Cheetah?!

Fui consultar os documentos oficiais do bot, buscando uma saída. E comentei no grupo Steemit Brasil do Telegran sobre o buraco negro em que eu parecia estar caindo. Muita gente veio conversar e dar sugestões. Agradeço imensamente a todos²! A Tatiana, esperta que só ela, trouxe-me uma sugestão certeira: tentar falar com os Steemcleanners via chat no Discord. Foi o que fiz!

O primeiro contato, infelizmente, foi frustrante. Quando indaguei que mesmo referenciando o link original dos meus posts a Cheetah havia me marcado, recebi uma resposta seca do tipo “vá ler o que está escrito no comentário”, ou seja, "seu retardado, você não entendeu que não foi acusado de nada mas apenas marcado?" Eu já havia entendido muito bem esta parte. Mas estava preocupado com ocorrências futuras do implacável bot!

Refleti sobre a resposta atravessada. E entendi que talvez eu tivesse explicado mal o meu real problema. Insisti. Mandei nova mensagem e tive a sorte de encontrar o usuário @logic, muito mais receptivo. Contei a ele que eu tinha um blog antigo de Física e que iria republicar posts no Steemit que são aulas atemporais sobre diversos assuntos... E eis que @logic gentilmente avisou que faria uma verificação de autoria pelo Twitter. Lá, no Twitter, em segundos, chegou para mim a seguinte mensagem: “Hello, This is Sariel from Steemcleaners. Someone using your name has been posting and monetizing your content on Steemit blogging platform: https://steemit.com/@fisicanaveia. Could you please confirm/deny if you are the author of that blog. Thanks so much”.

Note que, até então, ainda havia bastante desconfiança de que alguém estivesse usando os meus textos para ganhar dinheiro de forma desonesta. Foi aí, mais do que nunca, que entendi a verdadeira função do bot! Sensacional é pouco! Respondi pelo Twitter que “eu era eu mesmo”! E copiei no chat, imediatamente, a resposta que dei no Twiter. Pronto! Simples! A verificação de autoria foi confirmada em tempo real!

E o melhor: entendendo o meu real problema, @logic sugeriu aos gestores da Chetah que eu entrasse para a Whitelist. Imediatamente entrou no chat o @guiltyparties que me orientou sobre os conteúdos do Steemit e prontamente colocou-me na desejada lista de exceções! Logo apareceu no meu segundo post marcado pelo bot um comentário ratificando que o Física na Veia! tinha entrado na desejada Whitelist!

Fiquei bastante grato! Cumprimentei os gestores pelo excelente serviço de verificação de conteúdos no Steemit. Embora seja desagradável ser marcado — como fui duas vezes e o seria inúmeras outras vezes pela minha proposta editorial — não há como negar que Cheetah presta um importantíssimo serviço. E ficou claro também que os gestores, gentis, estão de prontidão para ajudar em casos mais específicos, como o meu.

Escrevo este post por dois motivos:

  • I - Agradecer, mais uma vez, aos gestores do Cheetah pelo serviço prestado à comunidade e pela receptividade no suporte via chat;
  • II - Para servir, quem sabe, para outros membros do Steemit que possam passar por problema semelhante ao que passei. O próprio @guiltyparties me confidenciou que teve problema bem parecido com o meu.

Fica a dica! Para maiores detalhes, existe um Cheetah FAQ, material que pode (e deve) ser consultado em caso de dúvidas. Para tirar outras dúvidas mais específicas, manda ver no chat com os Steemcleanners, com eu fiz.

Sentiu saudade da Cuca?

Encerro o texto deixando o link/youtube para gravação da genial e saudosa Cássia Eller cantando "Cuidado com a Cuca" em versão de 2001.
Eu, que ainda pré-adolescente li o "Sítio do Pica Pau Amarelo" de Monteiro Lobato de cabo a rabo, adorava ver os episódios da TV desde a primeira versão.

Abraço do prof. Dulcidio. E Física na veia!



¹ Em breve contarei um pouco da história do meu blog. E falarei sobre este prêmio que muito me honra.
² Fui acolhido com muito carinho pelos usuários do Steemit, em particular no grupo Steemit Brasil. Estou realmente encantado com a disposição eterna dos usuários para ajudar no que for preciso. Adoro este espírito de cooperativismo! Não há outro caminho para a humanidade que não seja este da eterna cooperação!

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Humm ótimo saber. Tenho alguns posts q quero trazer para cá, de antigos blogs e vou entrar em contato com eles para ficar na Whitelist.

Posted using Partiko Android

·

Teoricamente, referenciar o link para o texto já publicado deveria resolver. No meu caso, não resolveu. Talvez tenha sido um problema de formatação específica pro script "entender".
Mas, como devo republicar muitos outros posts, whitelist é sinônimo de sossego!
Boa sorte!
Abraço. E Física na veia!

Também fui visitado pela cheetah, republiquei um texto do meu blog [Ágora do Pensamento] http://agoradopensamento.blogspot.com.br/, não sabia como esse bot era útil, seu texto me ajudou a compreender todo o contexto, muito bom o post

·

Cheetah não perdoa. Compara o post recém publicado no Steemit com os textos indexados no Google.
Cheguei a fazer o oposto: publicar primeiro no Steemit e em seguida no UOL. Aí não deu problema. Provavelmente porque não havia nada indexado pelo Google ainda.
Todo cuidado é pouco.
Abraço. E Física na veia!

Muito bom você dividir esse episódio conosco, porque sempre temos a mania de reagir e esquecemos que o cheetah tem um propósito, que é beneficial para a comunidade em geral por sinal. Parabéns por estar na Whitelist :)


projeto #ptgram power | faça parte | grupo steemit brasil

·

Obrigado!
Abraço. E Física na veia!

Mais um post excelente, como sempre né prof.
Olha @jherry1221 aqui da pra você saber um pouco mais sobre a cheetah


projeto #ptgram power

·

Mais uma vez você carinhosa comigo, como sempre, né?
Abraço felino. E Física na veia!

Adoro histórias com final feliz, e você merece professor! O conteúdo que você traz é riquíssimo e altamente interessante, seria uma pena mesmo se você não pudesse trazer todo seu conteúdo pra cá!
Gostei também pq seu post desmitifica os SteemCleaners e o Cheeta, que muita gente critica mas que prestam um serviço muito bom pra gente.
Gratidão por compartilhar professor!
E física na veia!!!


projeto #ptgram power

·

Muito obrigado pelo carinho Guardião do Fogo!
O tema "fogo" está na minha agenda para um oportuno e caprichado post. Aguarde!
Grande abraço. E Física na veia!