Steemit Open Mic Week 102- Chico Buarque - Valsinha (arr. Marco Pereira)

in openmic •  3 months ago

Dear friends! It is my participation on steemit open mic week 102.


Today I share with you "Valsinha" by Chico Buarque de Holanda (1944), released on disk "Construção" (1971) in a arrangment by the guitarrist Marco Pereira (1950), published in the book "Valsas Brasileiras" by the Garbolights publisher in 1999. Together with the phonogram of the same name.

For this video i use a diferente way to tie the strings in the guitar, according the friend Dulcidio, of the blog @fisicanaveia ,explained in this post the physical logic behind this process used by the guitarist Ulysses Rocha.

I hope you like it =D

A great hug
Guilherme Faquetti
September, 11, 2018

20180911_132441[1].jpg


Queridos amigos! Eis minha participação no steemit open mic week 102.


Hoje compartilho com vocês "Valsinha" de Chico Buarque de Holanda (1944), lançado no disco "Construção" (1971) num arranjo do violonista Marco Pereira (1950), publicado no livro "Valsas Brasileiras" pela editora Garbolights em 1999. Junto ao fonograma do mesmo nome.

Para este vídeo eu uso uma forma diferente de amarrar as cordas no violão, segundo o amigo Dulcidio, do blog @fisicanaveia, explicado neste post , a lógica física por trás deste processo usado pelo violonista Ulysses Rocha.

Espero que gostem = D

Um grande abraço
Guilherme Faquetti
11 de setembro de 2018

steemit_open_mic_week_102.png

Classical_Music_smaller.png
The classical music community at #classical-music and Discord. Follow our community accounts @classical-music and @classical-radio. Follow our curation trail (classical-radio) at SteemAuto Community Logo by ivan.atman

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Saudações, guifaquetti

Boa man, achei que era o Yamandu Costa tocando!!!!!

·

O Yamandu é um monstro hehehe ! Que bom que gostou. Obrigado!


Your post has been supported and upvoted from the Classical Music community on Steemit as it appears to be of interest to our community.

If you enjoy our support of the #classical-music community, please consider a small upvote to help grow the support account!

You can find details about us below.

The classical music community at #classical-music and Discord.
Follow our community accounts @classical-music and @classical-radio.
Follow our curation trail (classical-radio) at SteemAuto or help us out with a delegation!

Hi @guifaquetti!

Your post was upvoted by @steem-ua, new Steem dApp, using UserAuthority for algorithmic post curation!
Your UA account score is currently 2.186 which ranks you at #20951 across all Steem accounts.
Your rank has improved 65 places in the last three days (old rank 21016).

In our last Algorithmic Curation Round, consisting of 487 contributions, your post is ranked at #178.

Evaluation of your UA score:
  • Only a few people are following you, try to convince more people with good work.
  • The readers like your work!
  • Good user engagement!

Feel free to join our @steem-ua Discord server

Bela interpretação deste gênio do grande Chico Buarque e um magnífico arranjo de Marco Pereira que é outro grande músico brasileiro. Parabéns por um trabalho tão lindo @guifaquetti

·

Obrigado querido!

Bravo!! Chico Buarque es un magnifico escritor y compositor de la música brasileña, también Marco Pereira es un excelente guitarrista, tu versión me ha gustado mucho, saludos!

·

¡Gracias amigo! Me gusta mucho de los dos, me alegro de que te haya gustado!

Voce foi selecionado pela curadoria @brwhale e recebeu um voto 100%. Continue com o excelente trabalho para continuar recebendo nosso voto grátis.

Boa @guifaquetti! Linda interpretação!
Agradeço-o pela citação! :)
Você notou alguma diferença significativa no volume e/ou no timbre do instrumento?
Abraço. E Física e Música (boa) na veia!

·

Notei na tensão das cordas, e no timbre que ficou mais aberto. Quanto a projeção n sei te dizer. Teria que ouvir outra pessoa tocar a distancia. É um tipo de escolha que tem que ter sentido em relação ao repertorio que se toca. Por exemplo para tocar Tarrega numa gravação e o repertorio do séc XIX usaria as cordas menos tensionadas. Talvez até com uma afinação um pouco abaixo, por ex. la 432. Para ficar mais próximo da sonoridade de um violão histórico. Agora em concerto aonde se tem apenas um violão e tem que cobrir diversos períodos históricos me parece uma ótima solução, inclusive em situações para tocar sem microfonação. Um abraço querido, fico muito feliz que tenha gostado.

·
·

Faz todo sentido!
Tem gente que pensa que é só pegar um violão qualquer e sair tocando. Não é! As variáveis, na prática, são muitas!
Viva a acústica, linda área da Física que trata das sutilezas do som! Já me diverti e ainda me divirto muito com ela!
Abraço. E Física (e Música boa) na veia!