Não sei se caso ou se compro uma bicicleta

in introducemyself •  last year 

Nunca levei esta expressão a sério, mas ela me pegou em cheio hoje pela manhã. Não sei se foi o exagero de sono ou a falta de café. Sei que, pelo impacto, deixei com que os pensamentos viessem, livres. Pensei na sensação que temos ao andar de bicicleta, pensei na sensação que temos logo no início de um relacionamento. Comparei-as e percebi que são elas são semelhantes: um sorriso meio bobo no canto da boca e a leveza como cia. Como obrigação? Aproveitar o momento ou a paisagem.

Mas ai, alguém diz: “você deve escolher. Uma bicicleta ou o casamento, o que você prefere?”. Metaforizando a vida adulta, e todos os caminhos que elegemos percorrer, somos obrigados a escolher. Indecisão não é alternativa. A simples e ingênua frase “não sei se caso ou se compro uma bicicleta” resume opções, delimita. A dúvida é capciosa. Sério que só existe estas duas opções? Eu marco um “x” em uma das duas e saio pra viver? Uma opção é excludente a outra? Ou eu pedalo sozinha ou eu caminho segurando a mão de alguém?

7bf0bdf2f0035816b56f81ad4a881c81.jpg

Não vou marcar um “x”, na esperança de “ser feliz para sempre”, desculpa. É só uma prova velha impressa em mimeógrafo. Não quero aprovação neste teste. A questão nem é o “x”, mas a fantasia de não rasurar na hora da resposta, o sonho de marcá-lo para todo o sempre.

A bicicleta representa o individualismo, a independência, a liberdade. Ainda lembro da primeira bicicleta que ganhei aos 5 anos, era lilás… Era aventura, era a projeção da liberdade. Liberdade que parece só ser alcançada depois de conseguirmos nos equilibrar em cima de duas rodinhas (mesmo que no começo sejam necessárias quatro delas). O devaneio maior era poder largar os pedais e simplesmente erguer os braços.

Já casar, representa segurança. Cumplicidade e carinho, amor e respeito. O abandono dos sonhos individuais e o início de uma vida a dois, com família, futuro e café da manhã com torradas. É compromisso, construção, doação. A união de duas vidas.

Para contradizer a ordem natural das coisas, a sociedade nos faz escolher. Ou você dedica-se a sua vida, seus sonhos e a sua bicicleta; ou você a compartilha com alguém e casa. Uma bicicleta exige compromisso também, sabia? Assim como os sonhos individuais não podem ser deixados de lado, só porque surgiu alguém no meio do seu caminho. Saber equilibrar é o segredo. Na bicicleta e nos relacionamentos.

Casar é tão antigo que me dá coqueluche, e ter uma bicicleta se tornou tão cool, que deixei a minha na garagem, por período indeterminado. Amar é tão analógico quanto o primeiro equilíbrio na bicicleta. Só eu acho isso?

Decidi. Vou casar e comprar duas bicicletas. Mas antes, vou tomar o café que faltou hoje pela manhã.

.

Este texto foi escrito por mim em julho de 2012, para CasalSemVergonha: http://bit.ly/16hdAqz
Obrigada Steemit!

Captura de Tela 2018-08-23 às 18.26.18.png

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

Hi! I am a robot. I just upvoted you! I found similar content that readers might be interested in:
https://osegredo.com.br/nao-sei-se-caso-ou-se-compro-uma-bicicleta/

Hi! That's my text, you can see it in the end of the post itself Captura de Tela 2018-08-23 às 18.54.08.png

I can see Steemit link on Medium. You have been verified for Medium

thank you! :)

Congratulations @francaye! You have received a personal award!

Steemcleaners Verified Profile
Click on the badge to view your Board of Honor.

Do you like SteemitBoard's project? Then Vote for its witness and get one more award!

Congratulations @francaye! You received a personal award!

Happy Birthday! - You are on the Steem blockchain for 1 year!

You can view your badges on your Steem Board and compare to others on the Steem Ranking

Vote for @Steemitboard as a witness to get one more award and increased upvotes!