#FILMOTECA# - "Dark Shadows" | "Sombras da Noite" (2012)

in filmoteca •  19 days ago

Fonte Divulgação (Time)

Sinopse No século 18, Barnabas Collins é um rico playboy que faz o que quer no Maine, até que ousa partir o coração da bruxa Angelique. Ela o transforma em vampiro e o enterra. Duzentos anos depois, ele escapa da tumba e encontra tudo mudado.

Adaptação de uma série de TV da década de 70, esse é mais um dos filmes que aumenta o currículo do diretor Tim Burton... Mas infelizmente, apesar de ser um projeto que é facilmente reconhecido como um de seus trabalhos habituais (e quem acompanha a carreira dele sabe disso), esse não é o melhor dos seus exemplares (principalmente em termos de adaptação cinematográfica).

Fonte Divulgação (Hollywood Reporter)

Burton mais uma vez une forças com seus colaboradores costumeiros Johnny Depp e Helena Boham Carter para levar paras telonas uma história que tentou misturar comédia (com vários toques de humor negro), drama, suspense e horror... Só tentou, porque o diretor tentou atirar para todos os lados com esse roteiro mas não conseguiu acertar, de fato, em nenhum dos alvos.

Apesar do bom elenco que tem em mãos (que além dos já citados anteriormente, incluem ainda Michelle Pfeiffer, Eva Green e uma discreta participação do saudoso Christopher Lee), que fazem um trabalho correto... Porém, ainda que a dobradinha entre Depp e Green agrade, nenhum deles se destaca por completo.

Fonte Divulgação (Post Today)

Os personagens em sua grande maioria são muito rasos (com exceção de Depp e Green, porque nota-se claramente que os esforços da história são altamente concentrados na existência de suas personas), e alguns deles - muito em virtude de serem quantitativamente numerosos - ainda tem o agravante de perderem seus lugares de bons pseudos protagonistas para meros coadjuvantes quase esquecidos pela trama ao longo do seu desenvolvimento.

A condução da narrativa é até interessante (principalmente na questão do ritmo da trama, que mesmo ainda tendo muitos elementos, caminha de forma satisfatória em termos de velocidade) e todo o mundo fantasioso e criativo que Burton apresenta enche os olhos no que diz respeito a parte visual (algo que ele sabe fazer muito bem).

Fonte Divulgação (EW)

De fato, o filme é muito bem produzido (isso não há como negar, ainda que você não goste do trabalho do Burton) e isso fica notório ao perceber os vários momentos do longa cheios de cores e fotografias marcantes (mas sempre puxando tudo para um lado com uma atmosfera mais sombria, com cores mais densas e / ou escuras).

Por outro lado, há muito desperdício de núcleos essenciais para à trama (a exemplo da estranha relação da nova família Collins, que deixa muita coisa "no ar", sem demais explicações) isso sem contar a falta de desenvolvimento de muitos personagens que tinham um certo potencial e o modo caricato com o qual tanto o roteiro quanto a direção decidiram retratar a essência de cada figura que compõe a trama (para facilitar a imaginação: muitas vezes o filme parece algum tipo de desenho animado em live action que mistura o lado gótico com algum humor forçado que não surte muito efeito).

Fonte Divulgação (Movies Addicted)

No final das contas, mesmo que Sombras da Noite não reflita muito bem o que é a cinematografia "raiz" do Tim Burton, é válida uma conferida para todos os telespectadores que queiram mergulhar dentro de um mundo que teve a ousadia de brincar (coisa que nem todo diretor gosta de fazer) com elementos de um gênero cheio de aspectos assustadores já consolidados através de décadas.

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!