ONU inicia parceria com startup com foco em serviços médicos gratuitos com recompensas em criptoativos - Criptomoedas Fácil

in dlike •  22 days ago

share-with-dlike.jpg

Venho acompanhando na área da medicina as inovações tecnológicas dentre: aplicativos, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, ativos digitais e blockchains.

 

O que me impressiona é a falta de entendimento da função do médico. Não sei se é falta de assessoria, ou nem mesmo se existe esse interesse.

 

De muitos exemplos que poderia utilizar, aproveito essa notícia sobre uso desse aplicativo, a princípio na África para atendimentos de médicos e psicólogos, remunerados com ativos digitais.

 

Quando o fundamento está errado, por mais que a ideia seja ótima, foge totalmente a sua função, nesse caso da minha parte a função de um médico.

 

Pode ser o atendimento mais simples, se é atendimento, envolve um processo ético que juramos aos nos formar defender. É diferente de dicas de saúde.

 

Um atendimento contempla uma história clínica, um exame físico, o entendimento e acolhimento do sofrimento de qualquer que seja origem, mental ou orgânica.

 

Começa desde que o paciente entra na sala, a forma de andar, de interagir, de gesticular, de falar, de ouvir, entre outras observações necessárias a investigação clínica. A reunião dos sintomas pelas palavras do paciente, associados aos sinais evidenciados pelo médico, o entendimento dos fatos clínicos, caracterizando a síndrome que envolve do mais simples ao mais complexo sofrimento.

 

Por mais que talvez seja difícil para alguns entenderem, a interação real, é diferente da virtual. Pode ter semelhanças em alguns aspectos, mas seu fundamento é diferente. Os afetos e observações da experiencia real, do que é vivido, ao vivo, torna-se totalmente diferente das relações virtuais.

 

Quando há uma troca real, de confiança, de afeto, entre as relações que contemplam o vínculo com paciente, o paciente revela o mais íntimo de suas vivências, e não a fachada de sintomas reunidas em alguns minutos para delimitar o sofrimento que muitas vezes o mesmo não sabe nem da onde vem. Já ensinava há mais de 100 anos o mestre S. Freud (1856–1939).

 

Um aplicativo de dicas faz até sentido. Um aplicativo de atendimento não faz sentido nenhum. Medicina não é comércio. O dinheiro na medicina é consequência do trabalho, e não objeto primário, ao menos não deveria ser.

 

Cuidado com os atendimentos em que não há relação de troca, não há confiança, não há atenção, não há investigação. E com tecnologias que oferecem essa perspectiva de acesso superficial. 

 

Tecnologias ou qualquer inovação que não leve em conta o fundamento da profissão social que é a do médico, seja no público ou no privado, não trarão nenhuma adição ao nosso trabalho. Nem a inteligência artificial, que só servirá para acrescentar em análises de dados, como imagens, exames, não atendimento.

 

Todo atendimento é único, e sujeito ao indeterminado, pode haver métodos, mas não existe uma receita que lide com o indeterminado das reações e relações humanas. Mesmo com alguns padrões, cada ser é singular por natureza. Não existem pessoas iguais, existem pessoas que compartilham objetos genéticos, orgânicos, comportamentais, conspeções estético-morais e ideais em comum. Buscar o comum entre a diversidade da espécie humana é um desafio que vem acontecendo a todo vapor, em cada vez maiores populações de pesquisa, e acontece nas consultas médicas. A investigação clínica é a função de qualquer médico, mesmo que a clínica de sua especialidade, e muitas vezes não é fácil. Como dizia Jaspers, a clínica é a perspectiva que a medicina se aproxima da arte.

 

Não há transferência de amor por informações energizadas, há com sentidos e percepções que envolvem a nossa natureza humana. Sem transferência afetiva, não há exercício clínico, não há atendimento, só serão dicas com mais ou menos valia, de acordo com a sorte de cada um.

 

Outra tecnologia envolve os dados. Os dados são instrumentos e consequência do trabalho, já vi algumas blockchains que trazem o uso desses dados na premissa da troca de capital e direito de dados, estão muito longe de ter alguma utilidade para gente, pelo menos no curto e médio prazo, talvez seduza os colegas que trabalham pelo dinheiro e não pelo ser humano, e também se oferecerem muito dinheiro. Ou senão venda de dados para terceiros como facebook, em troca de benefícios. Até agora nenhuma me chamou atenção. 

 

Entretanto, acredito que existe muitas utilizações para o uso das inovações tecnológicas para fornecer acesso a pacientes, otimização funcionamento em rede, seguros de saúde e otimização da análise dos dados produzidos. A tecnologia nos serve, não servimos a ela.

 

A ONU anuncia uma parceria com a startup mexicana doc.com visando expandir serviços básicos de saúde para toda a África Oriental.....


Source of shared Link

Authors get paid when people like you upvote their post.
If you enjoyed what you read here, create your account today and start earning FREE STEEM!
Sort Order:  

This post was upvoted by SteeveBot!

SteeveBot regularly upvotes stories that are appreciated by the community around Steeve, an AI-powered Steem interface.

Acompanho todos os avanços da tecnologia sempre de forma positiva, mas é sempre bom mesmo ver que as relações pessoais são insubstituíveis. Pena que nem todos pensam assim. Muitos profissionais acabam optando pelo $ mesmo, enquanto ainda existem pessoas que se tornam mais vítimas ou iludidas com essas "vantagens". Equilíbrio e bom senso sempre =)

Posted using Steeve, an AI-powered Steem interface

·

Ótimo termo, as relações pessoais são insubstituíveis. Realmente uma pena muitos não entenderem isso. Tinha um professor na época internato, lá para 2011, que sempre dizia: "- Matheus, vou te ensinar e não vou cansar de falar, medicina é bom senso."

Acho que trouxe um adendo e é exatamente isso, para além da medicina, a vida é equilíbrio e bom senso sempre! Obrigado pela leitura e complementação @leticiachiantia!

Congratulations @matheusggr! You have completed the following achievement on the Steem blockchain and have been rewarded with new badge(s) :

You made more than 2000 comments. Your next target is to reach 2500 comments.

Click here to view your Board
If you no longer want to receive notifications, reply to this comment with the word STOP

To support your work, I also upvoted your post!

Do not miss the last post from @steemitboard:

Christmas Challenge - The party continues

You can upvote this notification to help all Steemit users. Learn why here!

Thank you so much for participating the Partiko Delegation Plan Round 1! We really appreciate your support! As part of the delegation benefits, we just gave you a 3.00% upvote! Together, let’s change the world!

Hi, @matheusggr!

You just got a 3.48% upvote from SteemPlus!
To get higher upvotes, earn more SteemPlus Points (SPP). On your Steemit wallet, check your SPP balance and click on "How to earn SPP?" to find out all the ways to earn.
If you're not using SteemPlus yet, please check our last posts in here to see the many ways in which SteemPlus can improve your Steem experience on Steemit and Busy.